Alicerces da Vida de Isaque

Meditação do dia 19/11/2018

 “Porque eu o tenho conhecido, e sei que ele há de ordenar a seus filhos e à sua casa depois dele, para que guardem o caminho do Senhor, para agir com justiça e juízo; para que o Senhor faça vir sobre Abraão o que acerca dele tem falado.  (Gn 18.19)

 Alicerces da vida de Isaque – Quando pensamos em alicerces, fundamentos, base ou coisas assim, nossa mente se volta imediatamente para o texto de Mateus, quando Jesus ensinou sobre aqueles dois fundamentos. Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha; E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia (Mt 7.24,26). Faz parte do contexto do Sermão do Monte, que consideramos como as bases ou os fundamentos do Reino de Deus, que Jesus veio implantar. Eu, particularmente considero o Sermão da Montanha, como a “Constituição do Reio dos Céus.” Esses são os princípios que funcionam aqui, na terra, funcionará no céu no tempo que os santos estarão lá e também pela eternidade porvir. Toda construção que se pretenda que seja permanente, precisa de fundamentos, e quanto melhor esse fundamento, mais estável e mais durável será o todo do projeto. Deus estava construindo um projeto, grande, durável e de grande utilidade, que ao longo dos tempos sofreria os maiores ataques possíveis do mundo e do mal. O projeto era que através de um homem (Abraão), se levantasse uma família (Jacó) e daí surgisse uma nação (Israel) porque daí seria tomado uma família (Davi) e dela, se levantaria um homem (Cristo) e com essa estrutura toda a obra de redenção da humanidade poderia se sustentar. Na conversa entre o Senhor e o casal patriarcal, ficou esse registro, no qual o Senhor tem a certeza e as garantias de que Abraão ira ordenar bem seus filhos nos caminhos do Senhor, para através disso se cumprir todas as promessas feitas a ele. A vida piedosa, servil, disponível em aprender eram os alicerces da vida de Isaque, o primeiro filho na linhagem da promessa. Abraão estava construindo uma base sólida para o futuro, não apenas seu e de um filho, mas esta olhando para a construção de um povo numeroso como as estrelas do céu. A fé não pode ser mercantilizada, avaliada e medida por centavos ou a peso de ouro e muito menos pensar nela como uma solução de curto prazo para mim e depois quem vier que se vire, pois estamos defendendo nosso quinhão. Para que a prova da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro que perece e é provado pelo fogo, se ache em louvor, e honra, e glória, na revelação de Jesus Cristo (I Pe 1.7). É até fácil cair na tentação de amar tanto nossos filhos e família, que nos matamos para fazer um “pé de meia” para eles ficarem bem, depois da nossa partida. Mas a razão desse esforço e o centro dessa motivação não tem nada com a eternidade, com o propósito de Deus. Estamos meramente sendo egoístas e criando gente folgada para viver materialmente confortáveis e muito pouco comprometidos com o reino de Deus. Mas tudo que se está deixando, são bens materiais, casas, carros, escritórios e equipamentos, empresas e capital aplicado, finanças que serão rapidamente corroídas e ou desvalorizados. Estamos diametralmente opostos ao que Jesus recomendou: Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração (Mt 6.19-21). Quantos pais cristãos estão depositando bons fundamentos para seus filhos e próximas gerações?

Senhor Deus e Pai, obrigado por ensinar o verdadeiro sentido da palavra tesouro e herança. Estamos aqui numa missão de construção de uma sociedade e um reino superior ao que os homens tem construído. Nossos fundamentos não podem ser os mesmos, porque já sabemos que eles desmontam em poucas gerações. Como disse Pedro, “Só tu tens as Palavras da vida eterna!” Pai, é sobre esses fundamentos que queremos edificar, como Abraão fez e a construção dele está firme até hoje e permanecerá eternamente, por ele fez do teu jeito e seguindo as tuas instruções. Em nome de Jesus, buscamos sabedoria para essas decisões, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s