Os Pastores de Gerar

Meditação do dia 21/01/2019 

E os pastores de Gerar porfiaram com os pastores de Isaque, dizendo: Esta água é nossa. Por isso chamou aquele poço Eseque, porque contenderam com ele..”  (Gn 26.20)

 OS Pastores de Gerar – Graças a Deus que sempre nos dá a vitória e podemos prevalecer e continuar fazendo aquilo que acreditamos ser a missão ou ministério que nos foi confiado. Além de fazer o nosso trabalho, também temos que lidar com fatores externos e oposição, que além de demandar tempo e atenção, ainda minam nossas forças com desgaste que seriam melhor utilizada nas atividades afins. Muitas vezes, esses problemas pode vir até mesmo de grupos e pessoas que julgaríamos parceiros de caminhada, como foi com Isaque aqui. Ao regressar para a região de Gerar, onde já habitara antes nos dias de seu pai, encontrou os antigos poços entulhados e teve que cavar novamente e limpar cada um para recomeçar  a sua vida ali, mas imediatamente, os pastores de rebanho, tal qual ele mesmo, e os mesmos que entulharam os poços, vieram agora reivindicar aquelas águas; dá prá entender? Pastores deveriam ser parceiros e apoiar uns aos outros até ára facilitar os trabalhos. Mesmo em se tratando de pastores de ovelhas, numa região difícil e de pouca água, deveriam apoiar uns aos outros nas iniciativas de melhor conduzirem os seus trabalhos. Poderia ser pensado o mesmo em termos de trabalhos espirituais, os obreiros e pastores cristãos, deveriam facilitar o trabalho uns dos outros, uma vez que trabalham para um reino em comum, possuem um Senhor em comum e todos alegam que foram chamados, vocacionados e preparados pelo mesmo Senhor. Gostaria de pensar aqui, sobre a boa atitude Isaque, que é o que de fato nos interessa, pois sua vida e suas atitudes sempre foram coerentes com a vocação e ele estava envolvido em construir uma nação, que seria instrumento de bênção para todos os povos. Isaque viu seu trabalho de descobrir águas, onde só havia terra e entulho e logo em seguida ver pessoas mal intencionadas, invejosas se apresentarem como tendo direitos legítimos sobre aqueles poços. Isaque agiu com generosidade e não entrou em contenda e nem criou indisposição. Por que? Posso pensar em razões para tal: Ele tinha consciência de que aquela terra era dele por promessa e o tempo de passe definitiva ainda estava pela frente, portanto não era razão para brigas. Por outro lado, a razão de sua prosperidade era Deus e não suas próprias forças, então, deixaria que Deus cuidaria das coisas e de fato, cuidou e cuida. Os pastores de gerar são aproveitadores, são oportunistas e se valem dos esforços dos outros para seu próprio benefício. Se não somos, assim, então não agiremos assim! Servimos a Deus que generoso e dono legítimo de todos os recursos e ele abrirá novas fontes e concederá as condições para fazermos o que ele nos chamou para fazer.

Senhor, obrigado por nos guiar as fontes de recursos que o Senhor mesmo proporciona. Queremos aprender a lidar com graça e sabedoria do alto, quando somos confrontados ou desafiados por outros. A obra é tua e podemos confiar na tua capacidade de resolver. Obrigado, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s