Papeis Individuais

Meditação do dia 14/02/2019 

 Sirvam-te povos, e nações se encurvem a ti; sê senhor de teus irmãos, e os filhos da tua mãe se encurvem a ti; malditos sejam os que te amaldiçoarem, e benditos sejam os que te abençoarem.”  (Gn 27.29)

 Papeis Individuais – Venho de uma família grande para os padrões atuais; éramos oito filhos, quatro rapazes e quatro moças. Nos anos de infância, os tempos eram outros e havia pouca judicialização, mas a “vara da Infância e Juventude” funcionava direitinho e as ações eram rápidas, precisas e funcionais; com os meretíssimos juízes “seu Arnaldo e dona Alice,” havia pouco espaço para defensoria pública ou advogados de plantão. Eles enquadravam nos rigores da lei, sem chances de apelação. Mas depois de adultos, estudados, cultos e envolvidos nos projetos da vida e de ministérios, entendemos que aquela antiga versão paterna dos bons tempos de tratar todos os filhos com igualdade, quer para ensino, quer para correção, não era necessariamente a coisa mais justa; havia situações em que todos levavam uma “piaba” quando na verdade um ou dois estavam envolvidos nas travessuras, os dois extras era só para que não “zuassem” com os outros irmãos. Não há mais desigual do que os pais tratarem todos por iguais, não considerando as diferenças e individualidades de cada um. Posso lhes garantir que meus pais foram bem sucedidos na tarefa, todos os oito se tornaram adultos saudáveis, responsáveis, cuidaram de suas vidas e famílias e somos (os seis) atuais, muito unidos e devotados no cuidado com os anciãos octagenários. São oito peças individuais e cada uma com sua peculiaridade; cada cabeça uma sentença, diriam os antigos. Os prismas pelos quais se veem a vida e as tomadas de decisões são bem distintas. A Bíblia sempre valorizou a pessoa como indivíduo, enfatizando o papel de cada um e suas responsabilidades e privilégios diante de Deus e da sociedade. Observemos esse texto, onde Isaque profere a bênção, sua bênção ao filho, observando detalhes em que ele sobressairia sobre o outro irmão, sobre a família, a sociedade e até futuramente sobre outras nações. Sirvam-te povos, e nações se encurvem a ti; sê senhor de teus irmãos, e os filhos da tua mãe se encurvem a ti; malditos sejam os que te amaldiçoarem, e benditos sejam os que te abençoarem.”  Hoje em dia estamos formatados bem quadradinhos com o politicamente, socialmente, ambientalmente, economicamente… CORRETO. Qualquer pai moderno e pós moderno, seria caçado e vilipendiado, se desfavorecesse um, desse menos a outros, elevasse alguém sobre os demais, e assim por diante. Ele seria execrado publicamente e as redes sociais iriam bombar com manifestações. Tudo o que eles sabiam era que cada um fora criado por Deus e dado àquela família, naquele espaço de tempo para fazer algo próprio, individualizado e isso era o que importava. Observemos os dons, dotes e talentos de cada um dos nossos filhos e familiares; percebemos que muitos foram subaproveitados em suas jornadas, tão somente para se adaptarem aos planos sociais e financeiros almejados e não levaram em conta os valores interiores que são a verdadeira fonte de energia e geradora de satisfação e realização pessoal. Resultado: muitas pessoas, profissionais, cidadãos, cristãos e ministros frustrados, desiludidos e fracassados na vida, quando gostariam de terem feito outras coisas, que os realizariam. A bênção dos pais é para confirmar a bênção e o favor divino para que a vida da pessoa, tenho sentido, propósito e destino. Alguns ainda conseguem em alguma etapa, largar tudo e voltar a isso, outros, se adaptam. Vale encerrar com a pergunta do comercial do Pão de Açucar: “O que te faz feliz”

 

Senhor Deus, obrigado por nos criar indivíduos distintos e capazes de realizar os teus propósitos. Também obrigado por nos dar pais que podem ser a tua voz e o teu instrumento de nos revelar a tua vontade e imprimir em nós, os traços de caráter, de sentido e propósito, para sermos tudo aquilo que planejastes para cada um. Oramos agradecidos em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s