A Identidade de Rebeca

Meditação do dia 05/03/2019 

 E ela lhe disse: Eu sou a filha de Betuel, filho de Milca, o qual ela deu a Naor.”  (Gn 24.21)

 A Identidade de Rebeca – Certa vez ao introduzir um ano letivo do seminário, fiz um questionário para ver como os alunos responderiam a perguntas sobre identidade, vocação, propósitos e metas pessoais, me deparei com uma grande dúvida dos alunos na primeira questão: “Quem é você?” Muitos escreveram o nome, depois riscaram, outros deixaram em branco enquanto trabalhavam as outras questões e alguns insistiam para que eu lhes dissesse o que realmente eu queria saber com aquela pergunta. Foi até divertido, apesar de meio trágico. As pessoas fazem uma tremenda confusão sobre suas identidades; elas não tem uma definição clara ou confundem com outras coisas, como sua ocupação, ou nem arriscam dizer o que de fato pensam, quando não, admitem que nunca pensaram sobre o assunto. Há duas perguntas muitas muito cruciais na vida, que precisamos responder claramente para sermos bem sucedidos no que somos e no que fazemos, e uma coisa está diretamente ligada à outra. As perguntas são: Quem sou eu? e porque estou aqui? A primeira define a identidade da pessoa e a segunda determina o destino; quem não sabe quem é, como saberá o seu destino e seu propósito na vida? Porque fazem o que fazem e porque procuram algum sentido para sua existência. Rebeca demonstra que tinha sua identidade muito clara e muito bem definida. Quando interpelada pelo mordomo de Abraão sobre de quem ela era filha, ela prontamente disse o que está no nosso texto de hoje. Ela se identificava com seu pai, com sua mãe e sua família. Essas raízes faziam dela uma pessoa definida, consciente de quem era e a que grupo pertencia, portanto, estava dentro de um contexto de pertencimento. Ali a pessoa é útil, é querida, é aceita e é parte integrante com significado para si e para o grupo. Não é raro vermos pessoas que não se identificam com suas raízes; elas não se sentem parte da família, não se sentem aceitas e amadas, e portanto não se aceitam e não amam, não vê senso de importância e significado e assim cai por terra qualquer tentativa de ter participação construtiva. Vivem um vazio, por não são daquele grupo, não são de outro e não sabem para onde ir e se ligar pois não são parte de nada e de lugar nenhum. Vivendo um grande vazio existencial, essas pessoas podem se esconder atrás de trabalho, esforço para agradar, fazem enormes sacrifícios para serem aceitos, vistos e notados. Buscam fama e um lugar ao sol por medidas de compensação e mesmo alcançando altos níveis, continuam vazios e inquietos querendo novos desafios. Mesmo dentro da igreja e dos grupos cristãos, tais pessoas continuam tendo dificuldade com a paternidade divina e a aceitação da vida em comunidade; a comunhão parece medidas restritivas, por precisam se conformar com outros que seguem uma rotina de família, amor e aceitação. Em termos gerais, elas deixam de expressar o fato de SER humanos para FAZER humanos; o sentido da vida para elas é fazer coisas, para elas, para os outros, para a sociedade, para Deus. Isso é cansativo e esgotante, estressante. Assim como temos uma identidade e um destino físico e natural da humanidade, também temos uma identidade e um destino espiritual, ligados ao Reino de Deus e com propósitos eternos e altamente realizantes. Uma coisa leva a outra. Pense nisso, pense em você! Defina-se!

 

Pai, graças te damos por sermos quem somos e sermos exatamente aquilo que planejastes desde a eternidade para cada um de nós. Obrigado por Jesus ter nos encontrado e nos alcançado com tão grande salvação. Agora sabemos quem somos e para onde vamos, qual o itinerário da nossa jornada. Obrigado pela obra maravilhosa do Espírito Santo nos guiando a toda a verdade. A ti, seja a honra e a glória para todo o sempre. Amém.

 

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s