Quem é Aquele Homem?

Meditação do dia 14/03/2019 

 E disse ao servo: Quem é aquele homem que vem pelo campo ao nosso encontro? E o servo disse: Este é meu senhor. Então tomou ela o véu e cobriu-se.”  (Gn 24.65)

 Quem é Aquele Homem? – Perguntas é uma boa maneira de se adquirir informações e conhecimento. Alguns acham que são as perguntas que movem o mundo e outros acham que são as respostas, então vamos compartilhar juntos, eu deixo aqui a minha pergunta e você contribui com a sua resposta, mas não vale me perguntar! Fazer boas perguntas é uma arte e exige atenção e estudo. Aprendi isso quando comecei a lidar com preparar os esboços para compartilhamento na edificação das células. Perguntas que podem ser respondidas com SIM ou NÃO devem ser evitadas, pois elas encerram qualquer possibilidade de diálogo ou argumentação e nas células ou grupos de discussão, o que realmente interessa e importa é a participação e a contribuição de cada um dos presentes. Também, para evitar essa armadilha, ao se formular a pergunta, é preciso cunhar ao menos uma resposta para ela. Se quem faz a pergunta, não sabe como responde-la de forma prática e construtiva, os resultados são imprevisíveis e com tendência ao fracasso da comunicação. Ao assistir entrevistas esportivas podemos aprender muito em como não se fazer perguntas; me desculpem os profissionais em sua grande maioria, mas são horríveis e as vezes eles respondem antes ao que eles mesmos vão perguntar ao entrevistado. Que horror! Esse não foi o caso de Rebeca se dirigindo ao mordomo chefe da comitiva. Ela viu um homem específico, num local específico e com um trajeto definido: Quem é aquele homem que vem pelo campo ao nosso encontro? Direto ao ponto! Uma visão precisa, com situação periférica constatada e objetividade. Estamos falando de Rebeca, uma garota esperta; mas também estamos falando tipologicamente da igreja de Cristo. Quero aproveitar aqui para falar de algo comum em nossos círculos cristãos, que é muito comum vermos e ouvirmos críticas sobre o papel da igreja, não que eu seja contra receber críticas, como humanos precisamos delas e sendo construtivas são sempre bem vindas e precisamos estar abertos a ouvi-las e ponderá-las, para crescimento e desenvolvimento de todos. O que me refiro aqui, é quando as pessoas tiram os olhos do que é verdadeiramente a igreja, o Corpo de Cristo. Eles confundem membresia, conglomerado, empreendimento, ajuntamento de pessoas, religião e até seitas, como se fossem a igreja, e ao juntar tudo num pote só, fica complicado. Biblicamente, a igreja é pura, santa, lavada, redimida e fiel a Cristo e à revelação de Deus em sua Palavra. Ela espera a volta do Senhor e subirá, ela prevalecerá contra o inferno, as trevas, e a todo e qualquer tipo de oposição que se levantar. Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mt 16.18). No meio da igreja local, humana, física, congrega os eleitos e param mim e qualquer pastor é difícil separar quem é quem; mas o Espírito Santo sabe, assiste e trabalha nela. Jesus não terá qualquer dificuldade para levar os seus. Esses restantes ficarão, porque nunca fizeram parte da verdadeira igreja. Uma pedra na piscina está lá mas não há piscina dentro da pedra. Frequentadores de igrejas, esquentadores de banco não são salvos só porque são “evangélicos,” tem carteira de membro e até de obreiro. Se eu dormir todos os dias na minha garagem, nem por isso virarei carro! Frequentar templos e praticar atos religiosos não produzem cristãos. Cristãos não se fazem, nascem de novo. Voltando, a igreja sempre terá uma visão precisa, uma empatia direta com o “homem” e sempre sabe que ele vem em nossa direção. A igreja sabe e precisa ler bem o seu tempo e o seu espaço, para que possa saber a hora de tirar o véu e cobrir, em sinal de respeito, reverencia e atratividade para seu amado. Ninguém imagina encontrar com a noiva e ela estar feia, suja, distraída, alheia a tudo que está ao seu redor e até incapaz de reconhecer o noivo. A atenção de todos é para o casal, mas em especial para ela. Rebeca fez isso muito bem. Agora é a nossa vez.

 

Senhor, eis-nos aqui, diante de ti e com o compromisso de sermos leais e atentos aos teus desejos. Te reconhecemos como Senhor e o amamos por tudo o que és e por tudo o que tens feito por nós. Obrigado por tua graça e bondade. Louvado seja o teu santo nome, em todo tempo e lugar. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s