Provas e confirmações

Meditação do dia 10/04/2019 

“Seja, pois, que a donzela, a quem eu disser: Abaixa agora o teu cântaro para que eu beba; e ela disser: Bebe, e também darei de beber aos teus camelos; esta seja a quem designaste ao teu servo Isaque, e que eu conheça nisso que usaste de benevolência com meu senhor.” (Gn 24.14)

 Provas e Confirmações – a prática de pedir sinais e confirmações da parte de
Deus pelos que oram ou se consagram, não é nenhuma novidade moderna e nem dos tempos da igreja. Os adoradores do passado também faziam isso, e pelo que encontramos nas Sagradas Escrituras, necessariamente não está ligado à incredulidade, ou desconfiança da capacidade de Deus operar. Tudo indica mesmo é que faz parte dos mecanismos interiores dos humanos, que nas etapas de crescimento no relacionamento com Deus, sentem-se emocional e mentalmente confortáveis, em pedir garantias. O estímulo à fé que Deus promove, induz-nos ao crescimento e ao fortalecimento da confiança e a maturidade ajusta a fé no caráter divino, diminuindo essa necessidade. Eliézer fez essa prova, colocando de certa forma um fator limitador, para que ele não tivesse dúvidas, de que realmente tudo estava dentro da perfeita vontade do Senhor e ele não tivesse que dar uma de chefe de RH e estabelecer critérios entre duas ou mais pretensas candidatas. Porque de certa forma, as qualificações que ele colocara em oração, seria muito difícil ser preenchidas pela média geral de boas moças que ali viessem buscar água. Lembramos que Gideão pediu provas e confirmações de que realmente estava chamado para aquela tarefa de libertar Israel e mais do que coragem, ele precisa saber que só Deus poderia dar a vitória. E disse Gideão a Deus: Se hás de livrar a Israel por minha mão, como disseste, eis que eu porei um velo de lã na eira; se o orvalho estiver somente no velo, e toda a terra ficar seca, então conhecerei que hás de livrar a Israel por minha mão, como disseste” (Jz 6.36,37). Depois da primeira prova, ele ainda pediu confirmação, invertendo o processo com o velo. Ainda antes do ataque final aos midianitas, ele ainda foi levado a ouvir um sonho de um soldado inimigo que afirmava que Deus os entregara nas suas mãos. Vemos o rei Ezequias recebendo sinais de como seria favorecido por Deus no seu processo de cura. “E Ezequias disse a Isaías: Qual é o sinal de que o Senhor me sarará, e de que ao terceiro dia subirei à casa do Senhor? Disse Isaías: Isto te será sinal, da parte do Senhor, de que o Senhor cumprirá a palavra que disse: Adiantar-se-á a sombra dez graus, ou voltará dez graus atrás? Então disse Ezequias: É fácil que a sombra decline dez graus; não seja assim, mas volte a sombra dez graus atrás. Então o profeta Isaías clamou ao Senhor; e fez voltar a sombra dez graus atrás, pelos graus que tinha declinado no relógio de sol de Acaz” (2 rs 20.9-11). Essa confirmação é literalmente astronômica! Responde aquela indagação de que Deus é capaz de mover céus e terra para cumprir uma de suas promessas. Para fechar, em Malaquias no processo de restauração do culto e das práticas espirituais, se trata da confiança no Deus Provedor, quando se age em fé na entrega dos dízimos e ofertas. Ali o Senhor mesmo disponibiliza a utilização de prova-lo em sua capacidade de abençoar ricamente o fiel que o serve como bom mordomo. Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes” (Ml 3.10). O mordomo de Abraão estava fazendo seu pedido não em seu nome ou em sua confiança, mas na certeza de Deus estaria favorecendo a seu senhor. Ele estava agindo em completa identificação com a causa do coração de Abraão. Ele representava os interesses do reino e não apenas queria se livrar de uma responsabilidade, isentando-se de participar do sucesso ou fracasso. Ele não tinha plano B e nem cogitava falhar.

 

Pai. Obrigado, por tudo mesmo. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s