O Servo de Abraão

Meditação do dia 18/04/2019 

 “Então disse: Eu sou o servo de Abraão.” (Gn 24.34)

 O Servo de Abraão – A dignidade existe em tudo que pode ser feito ou visto com um olhar de respeito e consideração acima de vaidades e preconceitos. Ser bom naquilo que se propõe fazer é uma forma de honrar os dons, os talentos e habilidades que nos foram conferidos por Deus na nossa criação e na nova vida em Cristo. A sabedoria e a economia do Senhor, não nos permite cogitar que ele fez, criou ou colocou algo em existência sem qualquer senso de utilidade e propósito. A ausência de evidencia não é evidencia de ausência; se isso serve para finanças e mercados, então serve também para a vida. Humildemente podemos aceitar que não sabemos tudo, ou mesmo, não sabemos muito, no máximo, sabemos que nada sabemos e vivemos na tentativa e erro em descobrir como se aprende e se adquire conhecimento. Então podemos concluir que tudo o que sabemos, de fato não é tudo que existe; e o mesmo é válido para os demais seres à nossa volta. Jesus sendo Deus se fez homem e nessa forma ainda se humilhou a si mesmo assumindo condição de obediência até chegar ao que entendemos como “fim da linha” que é a morte e morte de cruz. O maior, o melhor, o soberano, assumiu as condições mais baixas daquilo que existe entre os homens, a condição de servo sem reconhecimento e sem garantias. Como ele mesmo falou na ultima ceia após lavar os pés dos seus discípulos: “Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também” (Jo 12.15). Servir, esse foi o caminho apontado por Jesus. Quando Paulo escreveu aos Romanos sobre a obra da santificação que nos liberta do domínio do pecado, que se fez senhor de nossas vidas e ditou os rumos de nossa condição até que Cristo se fez presente pela fé, numa rendição total e incondicional ao seu senhorio, somos instigados a ver que a condição de servo é auto-imposta pela pessoa. “Não sabeis vós que a quem vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?” (Rm 6.16). Nesse caso, quem escolhe o senhor a ser servido é a própria pessoa. É importante afirmar que a ignorância não isenta ninguém responsabilidades. Não escolher, já é uma escolha! Se omitir é uma escolha de não se envolver e assumir responsabilidades. Daí as pessoas não se movimentarem para sair da condição de escravidão ao pecado e perdição e entender que agindo assim, não são responsabilizados por seus atos. Quando Jesus disse “que não é possível servir a dois senhores, pois haverá dedicação a um e desprezo a outro” (Mt 6.24); também estava falando que quem então escolhe servir a um ou a outro é a pessoa. Eliézer se apresentou como “…Eu sou o servo de Abraão…” não era a sua condição social ou função que o projetava para cima ou para baixo, mas a pessoa a quem ele servia lhe dava dignidade, prestígio e status do qual ele podia se orgulhar e se alegrar. Servir à Abraão, para ele era uma grande honra e diante da família de Abraão que ali vivia e estava recebendo aquela comitiva, ele era bem vindo, bem visto e prestigiado por ser quem era: servo de Abraão. A escolha de servir a Deus é nossa, como resposta de gratidão ao seu amor demonstrado por nós na redenção e a Cristo que deu sua vida por nós. Isso é que confere valor e dignidade a nós como seres humanos e agora redimidos pela graça de Deus. “Porque o amor de Cristo nos constrange, julgando nós assim: que, se um morreu por todos, logo todos morreram. E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou” (2 Co 5.14,15). De quem você realmente é servo? De quem eu realmente sou servo?

Senhor, eis nos aqui em busca de graça e misericórdia. Na condição de filhos, nos colocamos com humildade na condição de servos, de livre e espontânea vontade, porque fomos comprados por grande preço e libertados plenamente. Em gratidão escolhemos servir àquele que nos libertou. Obrigado, por sua obra completa de redenção em Cristo Jesus. Amém!

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s