Tomando Atitudes

Meditação do dia 06/06/2019 

 “Levanta-te, vai a Padã-Arã, à casa de Betuel, pai de tua mãe, e toma de lá uma mulher das filhas de Labão, irmão de tua mãe;(Gn 28.2)

 Tomando Atitudes – E bastante comum a gente perguntar, ainda que informalmente, porque muita gente boa, cristã, firme, não experimenta em plenitude as bênçãos e as promessas da Palavra de Deus. Estivemos trabalhando esse tema na semana 5 da meditação dos 49 dias de Encontro com o Pai, na semana passada. Uma das causas principais, é a falta de exercita-se na piedade bíblica. Conhecem intelectualmente as promessas, vislumbram-nas, desejam-nas e param por aí. Muitos se satisfazem com o estado de como as coisas estão e se acomodam espiritualmente com apenas serem salvos, frequentarem uma igreja e contribuírem com alguma participação. Mas não investem sistematicamente e intencionalmente no próprio crescimento. O apóstolo Paulo escrevendo para Timóteo, fez uma contundente exortação: “Mas rejeita as fábulas profanas e de velhas, e exercita-te a ti mesmo em piedade” (I Tm 4.7). Exercitar-se, espiritualmente tem o mesmo sentido que aplicamos as questões físicas e intelectuais. É MALHAR mesmo! Suar a camisa! Repetir até a exaustão para ficar perito, ficar bom naquilo. Quem tem experiência de frequentar academias, sabe que nos primeiros dias a pessoa volta para casa “arrebentado, todo dolorido!” mas os resultados virão com a persistência e a dedicação. É disso que Paulo falava para Timóteo. É disso que estamos pensando sobre Jacó recebendo ordens e instruções de seu pai. Ele iria sair da zona de conforto, da casa dos pais, encarar uma viagem longa, por caminhos desertos, perigosos, desconhecidos até chegar à Harã, uma sociedade mais velha, já consolidada com seus costumes e culturas e onde ele seria um estrangeiro, vivendo de certa forma de favor com um tio que ele apenas sabia o nome. Deixava o conforto, a riqueza, os privilégios e até algum status, para ser um trabalhador. Jacó iria iniciar a vida, do zero, levantar sustento, casar, sustentar uma família e ensinar a ela os princípios da sua fé e transmitir as bênçãos e as alianças de seus pais. Embora fosse herdeiro de muitos bens e propriedades, ele estava abrindo mão, renunciando a tudo para começar sua vida. Começaria por conseguir uma esposa e assim iniciar sua linhagem. Isso me lembra Jesus, deixando a eternidade e a sua glória ao lado do Pai para se encarnar e servir humildemente, embora fosse o criador, o senhor e dono de tudo. Isaque tomou atitude de direcionar o filho que por sua vez tomou a atitude de andar em obediência e fé no Deus de Abraão, Isaque e agora também seria o Deus de Jacó. Quando é que você vai tomar atitude? Quando é que vai realmente assumir a sua posição dentro da aliança e das promessas? Conformo é bom, mas não é necessariamente o melhor e nem o que Deus tem para você e pra mim.

 

Senhor, obrigado pela capacidade de guiar-nos para os caminhos do trabalho, da renuncia e da confiança na tua capacidade de fazer o melhor para nós; em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s