O Beijo e o Choro

Meditação do dia: 10/07/2019

 E Jacó beijou a Raquel, e levantou a sua voz e chorou.” (Gn 29.11)

O Beijo e o Choro – “Homem que é homem não chora!” Esse mito já caiu faz muito tempo; isso seria válido se como pessoa humana, o homem não fosse dotado de emoções, ou fosse proibido de expressar-se aquilo que tem no íntimo. Lágrimas não são sinais de fraqueza. Jesus chorou e ele é o máximo! Após uma longa viagem, e nesses espaços de tempo, ao contemplar diferentes paisagens, tudo isso ajuda fluir os pensamentos que geram expectativas e quem tem expectativas tem planos, ou ao menos está trabalhando em formar. Jacó saíra de casa e deixou para trás sua segurança financeira e profissional; teria que reinventar-se para começar do zero, e teria que começar pelo que ele tinha em mãos, que era suas habilidades e conhecimento de pastoreio. Foi assim que chegou àquele lugar onde fez contatos e amizades com pastores locais. Agora que podia se sentir seguro, afinal estava entre pessoas que não eram ameaças para um viajante estranho pedindo informações, sabia que estava às portas da casa do tio e para aumentar ainda mais as palpitações cardíacas, é apresentado a uma pastora, que era sua prima, filho do tio para onde estava indo. É justo que ele se emocionasse e exprimisse o seu sentimento de gratidão e respeito, no estilo oriental, beijando a sua prima e chorando. Como cristãos, nossas lágrimas devem cair como demonstração de quebrantamento, arrependimento, pesar, empatia e solidariedade humana. Chorar quando sofremos, não diminui a fé e nem significa desistência e conformismo; nos salmos há muitas citações de choro e lágrimas e ainda assim é um dos livros mais acessados e lidos da Bíblia. Posso conectar a experiência de Jacó com as palavras do salmista que disse Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos (Sl 126.6). Ali estava Jacó, frente a frente com Raquel, que acabara de conhecer e aquele encontro marcava a primeira boa notícia depois de uma longa viagem; anos mais tarde, Jacó e Raquel estavam quem sabe, passando por aquele mesmo poço, agora como família, a família que ele viera formar, e com muitos rebanhos, não mais do tio ou à espera de tirar a pedra do poço, mas de passagem, rumo à Canaã. Toda história tem um começo e nem todo começo é fácil, mas é preciso iniciar e acreditar na forço do seu trabalho, especialmente tendo as promessas de Deus em vista. Você e eu, precisamos ser os protagonistas da nossa história. Não permita que outros construam a sua história, essa parte é sua, é minha e terá que ter um final como eu trabalhei para ter.

Senhor Jesus, obrigado por mostrar como se é protagonista da própria história; vieste ao nosso mundo e sem as principais regalias ou privilégios que alguém pode ter, o Senhor fez a história acontecer e no decurso do caminho, muitas vidas foram propositalmente impactadas e transformadas e continuam sendo até hoje, através do teu corpo, que é a igreja, que somos nós, que sou eu. Graças pela vida que me foi dada e com ela muitas oportunidades de fazer a diferença e cumprir um propósito muito especial. Louvado seja o teu santo nome, em todo tempo e para sempre, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s