Uma Conversa ao Campo

Meditação do dia: 18/08/2019

  “Então mandou Jacó chamar a Raquel e a Lia ao campo, para junto do seu rebanho, (Gn 31.4)

 Uma Conversa ao Campo – Registro interessante esse que temos aqui, de vermos reunidos Jacó, Lia e Raquel. Não que provavelmente eles não se reunissem, mas como registro, esse é raro e precioso, pois aconteceu num momento de turbulência emocional e as relações entre Jacó e a família delas andava meio que estremecidas. Mas o convite partiu dele que desejava conversar com elas sobre a situação atual e o futuro que teriam que decidir e ele preferia fazer isso juntos. Na sua mocidade Raquel fora pastora dos rebanhos da família, e foi exercendo essa função que ela e Jacó se encontraram nos arredores da cidade junto ao poço utilizado por todos os pastores locais. Lia, não temos registros sobre suas atividades, mas provavelmente era uma dona de casa dedicada aos muitos filhos e demais atividades, afinal ela tinha muito desejo de conquistar a simpatia do marido e nada melhor do que valer-se dos seus dotes. Para que a conversa melhor se desenvolvesse, o ambiente do campo seria ideal, pois propiciava uma vista oportuna delas conhecerem de perto o trabalho de Jacó e ainda contemplarem as propriedades que lhes pertenciam, pois fora com o esforço do trabalho dedicado dele e agora também com a ajuda dos filhos mais velhos que já se ocupavam dos cuidados dos rebanhos junto com o pai. Tudo aquilo era uma parte da bênção de Deus, materializada em forma de riqueza, para aquela família, que vislumbrava ser uma grande nação. Além de expor a elas o seu sentimento momentâneo, e também a confirmação da palavra de Deus indicando-lhe que já era hora de partir de Harã em direção à Terra Prometida. Assim, como há o tempo certo de chegar, também há o tempo certo de partir. Jacó era apenas um peregrino naquelas terras estranhas, mesmo estando próximo a familiares maternos, ele tinha plena consciência de que seu lugar definitivo não era ali. Ele tinha promessas e pretendia vive-las e trabalhar por construir e deixar um legado que verdadeiramente expressasse o significado de todas as promessas de Deus para ele. Não basta ter promessas, é preciso transformar em realidade aquilo que se tem no coração. A grandeza se constrói dando passos de fé e obediência. Recebemos revelações pela grande misericórdia de Deus e elas são progressivas e crescentes à medida que vamos alcançando cada uma das etapas. Parece muito com a percepção que temos da estrada, a cada curva descortina uma nova visão, com novos horizontes e seus mistérios que vamos nos aproximando e depois passamos por eles e deixamos para trás. Um de nossos professores nos tempos de seminário, falava de uma anedota ilustrativa, que versava sobre alguém dos israelitas que saíra do Egito com a visão de chegar em Canaã; mas sucumbiu aos provas do deserto e optou por ficar ali mesmo, ainda que tendo apenas a sombra do camelo para se abrigar. Para ele, aquilo era mais seguro do que continuar e conquistar a promessa. Não podemos perder de vista o verdadeiro objetivo da nossa jornada e dos nossos esforços. Jacó venceu na vida em Harã, conquistou tudo e muito mais do que podia imaginar. Teve mais filhos que seu pai e adquiriu riquezas e se tornara um homem forte, poderoso, com uma tribo já em formação; poderia muito bem ser dissuadido a ficar ali e se estabelecer. Mas ele via mais e mais longe, e sabia que aquilo tudo não tudo o que Deus tinha para ele. Lugar de que tem promessas é onde elas podem se cumprir.

Obrigado, Senhor, por dar sentido a jornada dos teus filhos. Hoje não é mais para levantarmos uma nação. Mas proclamar as boas novas da Salvação em Cristo Jesus. A tua aliança permanece de pé e está firme conosco, pois na cruz, Jesus consumou a mais completa e perfeita obra de toda a história. Obrigado, pela nossa chamada a fazer parte de algo imensamente maior do nós e até do que a nossa visão. Pela fé andamos contigo e venceremos, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s