Sacrifício na Montanha

Meditação do dia: 15/09/2019

  “E ofereceu Jacó um sacrifício na montanha, e convidou seus irmãos, para comer pão; e comeram pão e passaram a noite na montanha. (Gn 31.54)

 Sacrifício na Montanha – Nossa cultura popular e firmada no princípio do menor esforço e no afã de levar o máximo de vantagem, dizemos que “por aqui, tudo termina em pizza!” Nada contra redonda recheada bem assada e acompanhada com uma boa companhia. O sentido é negativo e pejorativo, de tudo vai dar em nada sério. Não se deve esperar muito, porque no final, os acordos beneficiam os maus e pune os bons. Na Bíblia e na cultura antiga, as grandes realizações e as causas dignas de celebrar, era findadas com um culto de agradecimento a Deus. Oferecer um sacrifício, era uma forma muito piedosa de reconhecer a presença e a bondade de Deus na vida de todos os que estavam envolvidos na situação. Outra variação, era de que buscavam o favor de Deus, adorando-o e lhe oferecendo um sacrifício agradável, como símbolo de submissão à sua vontade e desejo de conhecer e seguir tal instrução. Eles ofereciam sacrifícios ao chegarem em um novo lugar; ofereciam ao saírem, esperado proteção e boa jornada. Ofereciam sacrifícios em épocas de dificuldades e o faziam também em tempos de bênçãos e fartura. O povo de Deus sempre se notabilizou por lembrar Deus em suas vidas em todo tempo. Cada povo busca e mantém um marco de sua natureza e se notabiliza por isso; o povo de Deus escolhe reconhecer a presença e bondade dele em todos os nossos caminhos. Uma de nossas passagens preferidas sempre foi a citação de Salmos: Confia no Senhor e faze o bem; habitarás na terra, e verdadeiramente serás alimentado. Deleita-te também no Senhor, e te concederá os desejos do teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará. E ele fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu juízo como o meio-dia (Sl 37-3.6). Sucesso para nós, tem a ver com Deus estar envolvido cem por cento em tudo que fazemos. Confiança, entrega sem reservas, o tempo todo; se o sucesso vier, virá porque Deus trouxe a sua bênção e o seu favor. Sucesso a qualquer preço, não é uma opção para os filhos de Deus. A saída dos judeus cativos na Babiônia, nos tempos da reconstrução da nação, (lembrando que Jacó, estava em territórios próximos ao que se tornou o império Babilônico anos mais tarde). Demonstrou que os líderes piedosos mantinham uma fé muito firme no cuidado e proteção divinas. Então apregoei ali um jejum junto ao rio Aava, para nos humilharmos diante da face de nosso Deus, para lhe pedirmos caminho seguro para nós, para nossos filhos e para todos os nossos bens. Porque tive vergonha de pedir ao rei exército e cavaleiros para nos defenderem do inimigo pelo caminho; porquanto tínhamos falado ao rei, dizendo: A mão do nosso Deus é sobre todos os que o buscam, para o bem deles; mas o seu poder e a sua ira contra todos os que o deixam. Nós, pois, jejuamos, e pedimos isto ao nosso Deus, e moveu-se pelas nossas orações (Ed 8.21-23). Fazer a obra de Deus, da maneira de Deus, sempre terá o sustento de Deus.

Obrigado Senhor, por ser o nosso protetor e nosso guia em todas as etapas da nossa jornada, que na verdade é a tua jornada proposta a nós. Somos o teu povo e rebanho do teu pastoreio como diz o Salmo 100. Obrigado por aceitar o nosso culto e a nossa oferta de gratidão e reconhecimento de que precisamos da tua presença em nossas vidas. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s