Percepção Paterna

Meditação do dia: 24/11/2019

 “Seus irmãos, pois, o invejavam; seu pai porém guardava este negócio no seu coração.” (Gn 37.11)

Percepção Paterna – Embora muito novo convertido e com pouquíssima percepção espiritual, meu pai foi a primeira pessoa a falar comigo sobre chamada para o ministério. Eu mesmo, que o ajudara a entregar sua vida a Cristo, ainda novo na fé, percebi naquele dia e naquela conversa que Deus poderia estar falando comigo através de meu pai. Isso foi a mais de quarenta anos atrás; agora no presente, estou já em compasso de desaceleração no ministério, pois há tempo de entrar e tempo de sair, para que a renovação seja contínua e a nova geração tenha a sua oportunidade. Nos últimos anos, trabalhando intensamente com restauração dos princípios bíblicos nas famílias, alcancei muita compreensão sobre o papel dos pais e também o papel dos filhos nos propósitos eternos de Deus. Como se diz por aí, “filhos precisam de pais!” se assim não fosse, eles nasceriam como plantas nas matas; a própria natureza se encarregava de espalhar as sementes e tudo estaria acontecendo. Mas primeiro Deus criou uma estrutura chamada família e dentro dela, são concebidos os filhos e ali são criados num ambiente de segurança e responsabilidade. No lar é onde eles são treinados e capacitados para as próximas etapas de suas vidas. Gosto muito da figura bíblica que trata os filhos como flechas nas mãos do valente. Como flechas na mão de um homem poderoso, assim são os filhos da mocidade. Bem-aventurado o homem que enche deles a sua aljava; não serão confundidos, mas falarão com os seus inimigos à porta (Sl 127.4,5). A ideia é de uma pessoa valente, poderosa e habilidosa que se especializou em atirar com arco as suas flechas. Essa pessoa treina e pratica o tempo todo para que no momento que for necessário ele faça um bom trabalho, seja de caça ou de proteção pessoal ou da sua família. Os pais treinam e preparam-se para lançar suas flechas (os filhos) em direção a um alvo proposto. Se acertar o alvo a flecha fica lá, cravada; se errar, ela vai passar e seguir em frente e não volta mais para o arqueiro. Os filhos não são nossos para a vida toda, eles estão conosco para treinamento e preparo para a própria jornada deles. Mais cedo ou mais tarde, teremos que abrir mão deles em favor deles mesmos. Sem essa maturidade, os pais sofrem muito e expõem os seu filhos também ao sofrimento. Jacó não concordava muito com a direção dos sonhos de José, mas também não podia fugir de refletir sobre isso, porque não destoava das promessas de Deus. Ele sabia que algum ou até alguns dos seus descendentes se tornariam reis e nações se formariam deles. No seu coração, Jacó começou a guardar essas manifestações de como um futuro se apresentava e provavelmente, como ele poderia colaborar para torna-lo um fato viável. Eu ensino que os pais são os principais agentes de Deus para ajudar os filhos a encontrarem seus destinos. Os filhos devem conversar com os pais e pedir que eles orem e digam-lhe a direção do caminho da vida para eles. Por que Deus nos daria filhos e não nos daria autoridade espiritual e discernimento para guia-los em suas jornadas? Para mim, isso não faz sentido. Todos os pais piedosos que oram seriamente pelos filhos e buscam saber a vontade de Deus e agem com sabedoria, conseguem ajudar seus filhos com palavras proféticas e direção segurada da vontade de Deus para eles.

Senhor, graças te damos por ser o nosso Deus, aquele pastor que nada nos deixa faltar. Como pais, nós temos uma tarefa grande e abençoada de cuidar dos filhos que confiaste a nós para que sejam preparados para a vida com propósitos grandes e papeis importantes na história. Intercedo pelos pais que estão sendo despertados para ajudar na orientação dos filhos que estão chegando em momentos decisivos sobre o que fazerem e que caminho devem seguir na fase adulta. Derrama sobre uma unção de autoridade paterna centrados na tua Palavra e no poder que o Espírito Santo pode dar para uma vida de sucesso em Deus. A descendência do justo será poderosa na terra e nossos filhos serão reparadores de brechas e lugares anteriormente destruídos. Nossos filhos são herança bendita do Senhor, para serem cabeças e não caldas, estarem em cima e não em baixo, para liderarem e produzirem verdadeiras transformações. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s