Palavras Formosas

Meditação do dia: 03/02/2020

 “Naftali é uma gazela solta; ele dá palavras formosas.” (Gn 49.21)

Palavras Formosas – Conhecer pessoas é uma arte, e essa arte pode ser bem exercida quando a convivencia é intensa e saudável. Por isso os pais são candidatos perfeitos a conhecerem melhor do que ninguém as pessoas de seus filhos. Ao observa-los diariamente, encontramos traços em suas características que não nos deixa esquecer as suas raízes, mesmo pulando gerações, dá ver os antepassados muito bem representados, no modo de andar, em gestos próprios, e nas decisões em circunstancias tais, que mesmo nunca se vendo ou se falando, aquilo é muito nítido e claro. Ouvi de uma conferencista sobre famílias conectadas, que o pai dela costuma subir as escadas da casa, pisando fora do centro, como todo mundo faz, como se querendo economizar o carpete ali; ela observou que se pegava fazendo a mesma coisa intuitivamente sem a intenção de imitar o gesto do pai. Ao me referir a isso, estou olhando para as observações que Israel vem demonstrando sobre cada um de seus filhos. Provavelmente eles nunca conversaram sobre isso, eles provavelmente nunca perceberam que alguns gestos e atitudes marcavam suas personalidades de tal forma que na hora de serem abençoados pelo pai, aquilo era levado em conta. Por que o pai ali, disse que o filho “era uma gazela solta?” É claro, que chamar o filho de “gazela” naquela época não tinha a mesma conotação que o Didi, o trapalhão dos programas de humor dava aos amigos. Ali, o sentido está para qualidades em comum – agilidade, rapidez nos movimentos e facilidade na fuga, além da graciosidade que ela representa entre os animais. Talvez, Naftali fosse magrelão, esguio e rápido e quando brincavam de pega pega, era muito difícil captura-lo, por ser ágil, leve e saltava obstáculos que o livrava quase sempre. Ou também, quem sabe, ele amava a natureza livre, gostava de espaços grandes e do campo, admirando poeticamente esses ambientes e ainda fosse bom de versos e prosas como o poeta da família, encaixando bem as palavras que deliciava os ouvidos e era apreciado por todos naquilo. Quando um pai, de espiritualidade acima de toda prova, que tem muitos filhos e ele fala diante de todos, que esse filho, produz palavras formosas, com certeza os demais se lembram de ocasiões em que ele abençoou a todos com palavras boas, suaves, amigas e que acalentou a dor e os ânimos em momentos difíceis. Provérbios, no meu capitulo preferencial se diz: “O que ama a pureza de coração, e é amável de lábios, será amigo do rei” (Pv 22.11). Aquela qualidade individual daquele filho, tornou-se uma marca que seus descendentes levariam para suas vidas e abençoariam a nação. Meu desafio e a vocês também nesse dia é trabalharmos para construir relacionamentos saudáveis, edificantes através da capacidade de falar boas palavras e produzir cura e saúde às pessoas que Deus colocar ao nosso redor. Às vezes um silencio eloquente é preferível a um discurso arrasador. Estender um olhar de compaixão e companheirismo quando tudo o que as pessoas precisam é de misericórdia. Que bom que há pessoas que tem a habilidade e o dom de falar palavras bonitas e apreciativas para todos em qualquer situação. As palavras, no momento certo, com a atitude certa são como bálsamo que cura feridas. Quando mal utilizadas, podem ser até as palavras certas, mas na hora errada, com o tom errado, com a motivação errada, ao invés de abençoar e suavizar, elas se tornam como as águas das tempestades que descem arrasando tudo e deixando destruição e dor para trás. Deus nos chamou para abençoar e disso eu tenho certeza. Pois Jesus disse que do nosso coração procedem coisas que ali estão alojadas. Então vamos estocar bênçãos, saúde, vida e paz e utilizar a nossa fonte jorradora de vida: Porventura deita alguma fonte de um mesmo manancial água doce e água amargosa? (Tg 3.11).

Deus, todo poderoso, aquele que criou todas as coisas pela poder de sua Palavra, e que a fez se encarnar e habitar entre nós, cheio de graça e verdade. Queremos aceitar o desafio de sermos fontes de bênçãos, saúde e cura mediante as nossas palavras. Podemos, pelo poder e influencia do Espírito Santo fazer jorrar somente coisas boas. Somos agradecidos, porque muitas vezes fomos abençoados por palavras proferidas por pessoas que escolheram nos dizer boas palavras. Colocamos nossas vidas à disposição de tua graça para tocar outras vidas, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s