Antecipação

Meditação do dia: 04/07/2020

 “E viram-no de longe e, antes que chegasse a eles, conspiraram contra ele para o matarem.” (Gn 37.18)

Antecipação  – “Prevenir é melhor do que remediar.” Já ouvimos isso muitas vezes e nas mais variadas formas e aplicações. Nos esportes, no futebol, por exemplo, muitos advogam que a melhor defesa é o ataque. Nas guerrilhas e ações de guerra, também se admite com muita frequência que um ataque preventivo pode ser uma ótima opção, evitando a investida do inimigo. Em outras áreas da vida, também encontramos ensinamentos, convidando para antecipar ou o contrário; evitar antecipar situações. O sábio rei Salomão, na sua coleção de provérbios, citou: “A herança que no princípio é adquirida às pressas, no fim não será abençoada” (Pv 20.21). A história do filho pródigo, contada por Jesus, confirma essa sabedoria. Ele pediu antecipação de sua parte da herança e partiu para suas aventuras, convicto de que era mais esperto, mais sábio e competente do que todos e iria se dar bem. Mas não foi bem isso, que ocorreu. Outra citação sábia contra a precipitação, está no verso seguinte: “Tens visto um homem precipitado no falar? Maior esperança há para um tolo do que para ele” (Pv 29.20). Mas existem as antecipações maravilhosas e proveitosas, incluindo as intervenções divinas em nossas vidas. Na descrição da onisciência de Deus para com nossas experiencias, no Salmo 139, há registros muito interessantes. “Não havendo ainda palavra alguma na minha língua, eis que logo, ó Senhor, tudo conheces” (Sl 139.4). O profeta messiânico, escreveu inspirado sobre os tempos do governo de Cristo na restauração de todas as coisas e ali, as promessas serão maravilhosas. “E será que antes que clamem eu responderei; estando eles ainda falando, eu os ouvirei” (Is 65.24). Jesus também ensinou que Deus sabe das nossas necessidades, antes mesmo de pedirmos a ele. (Mt 6.8). Ele estava, contra as vãs repetições pagãs, que não deveriam estar na vida dos filhos de Deus.  Voltando ao nosso cenário lá nos campos nos arredores de Dotã, na antiga Canaã patriarcal, os irmãos de José, precipitaram-se o ato de intolerância e maldade, pois a chegada inesperada do irmão deveria ser o indício de alguma coisa importante para eles. Poderiam terem se dado ao trabalho de espera-lo chegar, saber de que se tratava e à partir daí, tomassem suas decisões. Mas isso, clara, estaríamos falando de pessoas maduras, responsáveis e equilibradas. Naquele momento, eram imaturos, irresponsáveis e entre eles, não era a primeira vez que matariam alguém, como Simeão e Levi. Irmãos amados do Senhor, pessoas boas e piedosas, dificilmente conseguem pensar e tramar pensamentos criminosos. Entender a intenção de uma mente criminosa, não é fácil para quem se exercita em piedade e justiça. Veja como ficamos horrorizados com as notícias que vemos, sobre como pessoas cometeram barbaridades à sangue frio e se portam com a maior naturalidade; ocultando provas e evidencias e até agindo em favor de ajudar a elucidar os casos. Israel poderia ter enviado José, por uma necessidade de saúde ou emergência que necessitasse da presença e ação deles. José poderia estar levando informações vitais para o bem deles… mas eles não se deram ao trabalho de agir em justiça. Quase todos nós temos algum registro ou conhecimento de atitudes precipitadas, que terminaram mal, ou poderiam até ser pior; pode-se ferir e magoar pessoas; acabar com a reputação de alguém ou de uma instituição séria; podemos ter interpretação baseada em elementos insuficientes ou sem comprovação; podemos “pegar o bonde andando” e o que vemos ou presenciamos tem um contexto inteiramente diferente. Então a palavra nossa hoje, é cautela, sabedoria. Somos construtores de vida, restauradores de ruínas e não provocadores de escombros. Nós construímos, edificamos e abençoamos.

Senhor, obrigado por ser um Deus compassivo e misericordioso; tardio em irar-se e que renovas as tuas bondades todos os dias para os fiéis e que esperam no Senhor. Estamos colocados em lugares estratégicos por tua vontade, para ajudarmos pessoas e salvar vidas; nossos lábios, mentes e corações precisam estar afinados com tua perfeita vontade, todos os dias. O amor do Senhor é que nos move, nunca as ações das pessoas a quem servimos; pedimos renovação de forças e perseverança para os que lidam com situações onde a ingratidão aparece, mesmo quando são beneficiados. Oramos pelos ministérios de socorros e misericórdias que ajudam nas tragédias e dificuldades sociais; obrigado pela abnegação dessas vidas, que servem incansavelmente, até com riscos de suas próprias vidas. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s