Vendido à Potifar

Meditação do dia: 23/07/2020

E os midianitas venderam-no no Egito a Potifar, oficial de Faraó, capitão da guarda.(Gn 37.36)

Vendido a Potifar – “Você precisa estar no lugar onde a pessoa que Deus vai usar para abençoar te veja.”  O contrário dessa premissa é que se você atrasar ou não comparecer, o anjo passa e você perde a bênção. Lá no antigo Egito, no mercado de escravos e outras mercadorias, tudo indicava ser um dia normal de comercio, vendas e trocas de produtos. Nesses recintos sempre tem aqueles que aparecem ali de vez em quando apenas para ver se há alguma novidade, um produto novo ou diferente, e quem sabe, uma boa oportunidade de fechar algum negócio. Também podemos acreditar que numa sociedade cheia de castas e classes de nobres com privilégios e direitos acima dos demais mortais, algumas dessas pessoas poderiam ter acesso a mercadorias de melhor qualidade ou lhes colocadas à disposição antes de chegar ao mercado comum acessível a todos plebeus. Sendo assim, aquele nobre oficial, comandante da guarda pessoal do Faraó, passou pelo mercado, até por mera curiosidade, ou comprar algum produto de qualidade, como aquelas famosas essências vindas das terras de Canaã. Além dessas preciosidades estava ali, à venda um jovem escravo com traços muitos especiais, porque além do cansaço e desconforto da viagem, ele era de muito boa saúde e aparência, provavelmente onde havia servido, não havia sido maltratado devido suas condições. Poderia ser uma ótima aquisição para serviços domésticos quem sabe o que mais poderia vir daquela aquisição. Assim, um adolescente foi comprado e levado para a casa do oficial de Faraó. Quem trouxe José desde Canaã foram os mercadores midianitas, mas na verdade eles estavam à serviço do Altíssimo, o Possuidor dos Céus e da Terra, como dizia o bisavô do garoto, que já estive no Egito à muitos anos atrás e teve sua esposa confiscada pelo então Faraó, pois receberá uma informação meio verdade-meio disfarçada, para evitar possíveis perturbações ou violência; mas ao final Abraão teve seu passaporte carimbado como “persona nom grata,” mas levou uma boa indenização do monarca e saiu cheio de riquezas e bens, até mesmo uma escrava egípcia chamada Agar. O Egito seria o melhor berço ou incubadora para formação de uma nação, que precisaria de boa base para ser uma bênção para todas as nações da terra e para todo o sempre; não era algo trivial; havia propósitos eternos envolvidos. Foi assim, que Deus colocou um infiltrado muito perto da casa de Faraó, para em momento oportuno e necessário, passa-lo para dentro do palácio para os ajustes finais de seu treinamento. Uma boa nação, precisa se espelhar num bom estadista e estes são forjados em situações extremas e com patrocínios e proteções de que de fato pode fazer isso; ninguém melhor do Faraó. Assim, cremos que os caminhos de Deus são mais altos do que os nossos caminhos e os seus pensamentos mais altos do que os nossos pensamentos, como afirma o profeta Isaías. (Is 55.8,9). Olhando com olhares de fé e confiança, sabemos que José foi levado no tempo certo, para o lugar certo, vendido para a pessoa certa para servir no melhor lugar que poderia existir para os propósitos de Deus a vida dele, de Israel e nossas vidas também. Mesmo quando não podemos entender nada, ainda assim podemos confiar naquele que tudo criou, tudo governa e tem todas as coisas sob seu perfeito e sábio controle. José estava num bom lugar. No centro da vontade de Deus, onde você e eu devemos sempre estar; aí ficará tudo bem.

Senhor, obrigado pelo privilégio de viver e andar pela fé. Ainda que não saibamos tudo e nem tenhamos todas as informações, ainda assim o Senhor é perfeitamente confiável e digno da nossa fé e esperança de coisas boas acontecerem. Te louvamos por todas as providencias tomadas para que os teus propósitos aconteçam da maneira que tens planejado e cuidado de todos os detalhes. Me alegro ao ler na tua Palavra que “Mas, quando chegou o tempo certo, Deus enviou seu Filho, nascido de uma mulher e sob a lei. Assim o fez para resgatar a nós que estávamos sob a lei, a fim de nos adotar como seus filhos. E, porque nós somos seus filhos, Deus enviou ao nosso coração o Espírito de seu Filho, e por meio dele clamamos: Aba, Pai!” Agradecemos de todo o nosso coração, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s