Tudo Prosperava Nas Mãos de José

Meditação do dia: 20/08/2020

E o carcereiro-mor não teve cuidado de nenhuma coisa que estava na mão dele, porquanto o Senhor estava com ele, e tudo o que fazia o Senhor prosperava.(Gn 39.23)

Tudo Prosperava Nas Mãos de José – Já escrevi anteriormente sobre isso, mas a repetição nos faz lembrar e conservar mais nitidamente as verdades. Para entender os princípios de Deus, precisamos entender os seus mandamentos. Para entender os seus mandamentos, precisamos entender o seu caráter. Para entender o seu caráter, precisamos conhecê-lo pessoalmente. Quando lemos esse versículo que serve de base para a meditação de hoje, até parece que estamos lendo o Salmo primeiro. Aquele Salmo fala de uma qualidade de pessoa que abre mão de determinadas condutas, que para outras é absolutamente normal e elas encontram o seu prazer e satisfação na Palavra de Deus, de uma tal forma que elas investem muito do seu tempo e atenção para meditar e aplicar as conclusões em sua vida diária. Como resultados elas se assemelham a árvores frutíferas plantadas em boa terra e em lugar irrigado, onde elas podem extrair o melhor para suas vidas e com isso elas são sempre viçosas, cheias de vida e dinamismo, chamando a atenção de todos pela sua condição e sempre que alguém precisa de frutos, é só se aproximar porque ali há abundante provisão. O salmista afirma que esse tipo de pessoa, tudo o que ela faz, prosperará. Ali é uma poesia para ser cantada orginalmente; mas se tornou Palavra de Deus e esse princípio é eterno, tão eterno quanto o próprio Deus. Notamos que José, não aparecia em cenário nenhum, a não ser como um garoto mimado pelo pai e que trazia más notícias das más atitudes dos irmãos e o ambiente em tenso com a presença dele. Ele era José, o filho de Jacó ou Israel, era um dos irmãos mais novos entre os doze e mais protegido. Na tentativa de se livrarem dele, o que fizeram foi lança-lo na responsabilidade de comandar sua vida e seu destino, seguindo os princípios da fé que seu pai e seus ancestrais patriarcas cultivavam. De imediato apareceram qualidades e virtudes que nem parece o mesmo menino. O José do Egito, não tem nada a ver com o José de Canaã. O que fez a diferença? Com certeza foi a prática da fé! Ele foi fiel na vida de oração, de adoração, de andar em santidade e evitar o pecado e ser proativo, encarar os desafios como algo que faz crescer e não derrubar. José era uma pessoa abençoada por Deus, mas a graça divina vinha sobre a vida de alguém que era laborioso, previdente, interessado e ele assimilou os golpes da vida e se Deus abençoava e prosperava tudo o que ele fazia, significa que ele fazia alguma coisa. Ele não ficou deprimido, chorando num canto, dizendo que estava com saudades de casa, e hoje nem dava para trabalhar. Gosto de pensar e recitar Efésios 3. 20 Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera, Deus pode fazer muito mais … muito mais significa que alguma coisa já está feito e essa parte é minha, é sua. Se faço um e Deus multiplica por dois ou dez, já é bom demais, pois todo número multiplicado por um é igual a ele mesmo; como Deus faz muito mais do que eu fiz, então sempre será maior que um. Se não faço nada e o Senhor multiplicar por mil, todo número multiplicado por zero é zero. Temos que agir, temos realizar e a bênção de Deus é que fará a diferença. José foi próspero em tudo, Deus multiplicou as posses de Potifar por amor a José; agora estamos vendo o trabalho do carcereiro sendo abençoado e prosperando; iremos encontrar ele prosperando o Egito inteiro e até as nações ao redor e toda a sua vida até sua morte aos cento e dez anos foi de prosperidade e paz. Vamos amar a Deus, cultivar uma vida de fé e boas práticas; a prosperidade e outras bênçãos serão consequências e não a causa de nossa vida devocional.

Obrigado Senhor, por nos dar a oportunidade de conhecer a ti, como Deus verdadeiro e Pai amoroso. Meditar e praticar os princípios eternos que estabeleceste na tua Palavra, proporciona crescimento e paz interior. Estamos procurando agradar ao Senhor e alcançar equilíbrio e forças diárias para prevalecermos nesses dias difíceis, mas que a tua graça tem sido presença constante. Te louvamos e agradecemos no nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s