O Que Deus Há De Fazer

Meditação do dia: 19/10/2020

Então disse José a Faraó: O sonho de Faraó é um só; o que Deus há de fazer, mostrou-o a Faraó.(Gn 41.25)

O Que Deus Há De Fazer – O deísmo apregoa que existe um Deus criador que fez todas essas coisas, mas ele desistiu de sua criação e ausentou-se. Agora a criação gira por si mesma e se auto regula e se auto determina. Não é assim que nós cremos, porque não é assim que está nas páginas das Sagradas Escrituras e nem é o que temos  experimentado em nossas próprias vidas. A ideia cristã de Deus, nas palavras de A. b. Langstron é: Deus é Espírito Pessoal, perfeitamente bom, que, em santo amor, cria, sustenta e dirige tudo. Sendo assim, por definição, entendemos que ”dirige tudo,” significa exatamente isso, Deus dirige tudo, ele está no controle de todas as coisas. Desce cuidar das pequenas coisas, como cuidar dos pássaros e ervas, conforme Jesus ensinou no Sermão da Montanha, “Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam (Mt 6.26,28). Até mesmo as grandes questões do universo criado, tudo está sob seu governo. Deus fez alguns perguntinhas básicas para Jó, e ele não gabaritou não! Aliás, não  respondeu nenhuma e os homens  até hoje estão procurando as respostas. “Agora cinge os teus lombos, como homem; e perguntar-te-ei, e tu me ensinarás. Onde estavas tu, quando eu fundava a terra? Faze-mo saber, se tens inteligência. Quem lhe pôs as medidas, se é que o sabes? Ou quem estendeu sobre ela o cordel?” (Jó 38.3-5). José disse a Faraó, que estava para fazer algo importante, grande e se apressava; como Faraó estava envolvido e Deus precisaria da Egito, de Faraó e de seus recursos para levar à cabo a sua operação, então ele comunicou ao chefão que iria agir. Faraó e seu sistema de governo não eram democráticos, eles não consultavam nada e ninguém, ele decretava. Então Deus agia com ele no mesmo sistema, não lhe pediu permissão e nem licença, só avisou que estaria agindo e que ele se adequasse ao que estava por vir. “Com o benigno te mostrarás benigno; e com o homem sincero te mostrarás sincero; Com o puro te mostrarás puro; e com o perverso te mostrarás indomável.” (Sl 18.25,26). Comparando o comportamento de dois Faraós, esse dos dias de José e o outro dos dias do Êxodo, percebemos que quando maior a oposição a Deus, maior o sofrimento e a disciplina. Um foi chamado para acolher uma tribo e cuidar para que ela se tornasse uma nação e ele fez o dever de casa direitinho; o outro foi chamado a liberar o povo de Deus para cumprir seu papel, agora que estavam prontos para receberem suas promessas. Esse Faraó resistiu e se opôs a Deus dizendo que não reconhecia a Deus e nem liberaria o povo. “E depois foram Moisés e Arão e disseram a Faraó: Assim diz o SENHOR Deus de Israel: Deixa ir o meu povo, para que me celebre uma festa no deserto. Mas Faraó disse: Quem é o Senhor, cuja voz eu ouvirei, para deixar ir Israel? Não conheço o Senhor, nem tampouco deixarei ir Israel” (Ex 5.1,2). Cada um de nós precisamos refletir, pois em alguma circunstancia estamos no lugar do Faraó dos tempos de José e em outros podemos estar ou agir como o do tempo de Moisés. Também podemos estar no lugar de José ou de Moisés, como podemos estar no lugar do povo de Deus. Em algum momento estamos esperando a porta se abrir para entrarmos e em outro, podemos estar esperando as portas se abrirem para sairmos. O importante em todas e quaisquer situações é estarmos no centro da perfeita vontade de Deus. Porque as suas promessas são de nos abençoar, quem entrando ou saindo e até ficando. “Bendito serás na cidade, e bendito serás no campo.
Bendito serás ao entrares, e bendito serás ao saíres.
(Dt 28.3,6).

Pai, obrigado por nos dar a oportunidade de fazermos parte dos teus sonhos e projetos. Todos estamos disponíveis para servir ao Senhor e fazer a tua vontade acontecer aqui na terra, como ela é feita nos céus. Obrigado por nos dar os dons e oportunidades de utilizá-los para revelar os teus planos e assim, fazer conhecidos os teus projetos que precisam ser conhecidos pelos homens. Em todas as instancias o Senhor tem pessoas colocadas estrategicamente para agirem nos momentos necessários e precisamos discernir o que é o nosso papel e qual a nossa parte na tarefa. Oramos por sabedoria e direção. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s