Autoridade Delegada

Meditação do dia: 09/11/2020

Tu estarás sobre a minha casa, e por tua boca se governará todo o meu povo, somente no trono eu serei maior que tu.(Gn 41.40)

Autoridade Delegada – Lá no sertão do meu querido Centro-oeste brasileiro onde fui criado, onde a cultura simples oferece comparações do dia a dia da vida simples para falar sobre os grandes temas. Tudo se ensina, se aprende com metáforas através de dizes populares. Um caipira lendo essa história na Bíblia iria dizer: “José achou o cavalo selado na porteira.” Os demais ouvintes diriam, “É verrrdade sim!!!” Traduzindo para o português: José encontrou uma grande e bela oportunidade de modo tão fácil que nem teve que se esforçar para tal. Ele  fora apressado pela escolta para se apressar para se apresentar diante do Faraó, que estava perturbado com um sonho que tivera e ninguém conseguira decifrar, mas um antigo colega de prisão dera um testemunho em favor da habilidade de José interpretar sonhos. Por isso Faraó o queria lá o mais rápido possível. O futuro não nos pertence, ele é imprevisível, imponderável e intocável. Mas o mais desafiador de tudo é que ele insiste em ficar no futuro. Quando o alcançamos, não é mais futuro, já e presente e imediatamente já se torna passado. José dormiu e acordou prisioneiro, servo do capitão da guarda, sem direitos pessoais e nem recebia favores, embora ninguém ali pudesse acusa-lo de qualquer delito. José era um ilustre desconhecido, não reconhecido. Abriu-se a porta para ele sair momentaneamente e voltar depois, afinal, a vida continua. O que ninguém sabia, nem José, nem Faraó, nem o copeiro, nem o capitão, que o dia aguardava surpresas das grandes para todos. Do momento que José começou a subir da prisão, ele não parou mais de subir, mesmo quando chegou ao topo, ele continuou a subir – em generosidade, em graça, em aptidão, em gestão e competência. Quero destacar aqui, uma verdade afirmada e eternizada por Jesus aos seus discípulos, mas que José já praticava. Se forem fiéis nas pequenas coisas, também o serão nas grandes. Mas, se forem desonestos nas pequenas coisas, também o serão nas maiores. E, se vocês não são confiáveis ao lidar com a riqueza injusta deste mundo, quem lhes confiará a verdadeira riqueza? E, se não são fiéis com os bens dos outros, por que alguém lhes confiaria o que é de vocês? (Lc 16.10-12 NVT). Fidelidade nas pequenas coisas. José entrou no Egito amarrado, pelo mercado de escravos, foi servir a Potifar e logo se destacou pela qualidade do serviço, honestidade e fidelidade até se tornar o mordomo principal e administrar toda a casa. Foi para a prisão e lá começou de novo e até cuidar de tudo e o capitão da guarda real não ter nenhuma preocupação com nada naquela instituição. Agora ele sobe da prisão para o palácio do Faraó, para prestar um serviço trivial, que no máximo lhe renderia pela generosidade real, uma refeição descente e quem ficar com aquela roupa limpa e que o tornava apresentável diante do soberano. Mas que virada de mesa!! Faraó gostou tanto dele e da sua postura que nem ligou para trâmites burocráticos das leis e das cortes de justiça e muito menos para os processos legais que deveriam acontecer. Não houve audiência, julgamento, habeas corpus, alforria e reintegração social. De escravo preso à Primeiro Ministro com autoridade absoluta, só o próprio Faraó estaria a cima dele, mas o consultaria antes de tomar decisão. Nenhuma pessoa ascenderia tanto em poder e autoridade política e administrativa em apenas 13 anos de carreira. Como alguém recebe tanto poder, prestígio e autoridade tão rápido e sem que isso suba na cabeça e ela não se corrompa? Sabendo sua identidade, seu propósito e seu valor.

Pai amado, a vida de José nos serve de espelho de como uma pessoa sozinha, sem sua família e sem líderes por perto e sem sacerdotes e rituais, consegue viver sua fé e crescer tanto em graça e sabedoria diante do Senhor e dos homens? Olho ao meu redor e me vejo cercado de boas pessoas, bons líderes e muitas reuniões, seminários e treinamentos; cultos e cerimonias e com a tua Palavra sendo exposta o tempo todo e ainda assim, José é um  show de lições que nos leva a tirar o chapéu e nos inclinar e reverenciar suas posturas. Mas obrigado pela fidelidade dele em tudo e assim somos confortados e desafiados a fazer o nosso trabalho para o qual fomos chamados e preparados por ti. Obrigado, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s