O Estado e o Governo

Meditação do dia: 11/11/2020

Tu estarás sobre a minha casa, e por tua boca se governará todo o meu povo, somente no trono eu serei maior que tu.(Gn 41.40)

O Estado e o Governo – Não vamos dar pitacos sobre política e eleições, apenas vamos nos valer do ensino bíblico pra promover nossa edificação e alimentar nossa alma e espírito, numa comunhão com Deus e aperfeiçoar nossos conhecimentos, que são sempre úteis na vida. O saber não ocupa espaço e faz muito bem ter em abundancia. Pessoas as vezes se perdem nas nomenclaturas e entendem como sendo um e a mesma coisa quando se fala de Estado e Governo. Como vemos as duas situações no texto de hoje, então vou tecer um leve comentário, nada muito técnico, mas a intenção é esclarecer. Estado é permanente, já o governo é transitório, passageiro, com começo e fim. Mesmo quando é um sistema monárquico, com um soberano vitalício e hereditário; pois essa pessoa assume o governo em determinado dia e encerra com a morte, renúncia ou deposição. O mais conhecido nos nossos dias é o Reino Unido. O atual monarca e chefe de estado do Reino Unido é a rainha Elizabeth II, que subiu ao trono em 1952 e foi coroada em 1953. O chefe de governo é o Primeiro Ministro, que é eleito pelos cidadãos e governa em nome de sua Majestade, mas presta contas constitucionalmente ao Parlamento que também é eleito pelo voto do povo. No Brasil, que é uma República Federativa Constitucionalista e com regime de governo Presidencialista, o alto mandatário é chefe de Estado e de Governo, eleito por voto dos cidadãos para um mandado (governo) de quatro anos. Aqui o governo pode mudar a cada quatro anos, mas o estado é permanente. Quem está lá, deve saber bem as diferenças para que suas ações reflitam em boas ações para o estado e também para o seu governo. Estados e municípios também seguem esse regime. Países em que há regime Parlamentarista, normalmente há um Presidente (chefe de Estado) e um Primeiro Ministro (chefe de Governo). O Egito dos tempos de José era uma Monarquia hereditária, onde o poder passava de pai para filho e o governo era absoluto do Faraó. O que vemos aqui, foi esse Faraó, nomeando José como um chefe de governo em todo o Egito, com amplos poderes, prestando contas unicamente à ele próprio, o Faraó. Por isso, quando nos referimos a José, até usamos a expressão que ele foi Primeiro Ministro do Egito, na gestão desse Faraó. Como cristãos, somos bíblica e espiritualmente cidadãos de dois mundos ou dois reinos: O reino humano, o nosso sistema de governo dos homens aqui e também somos cidadãos do Reino dos Céus, ou Reino de Deus. Esse hoje é espiritual e circunscrito às nossas atividades de fé. Devemos obediência a ambos e somos estimulados a servir e procurar o bem estar nas duas esferas e nos mantermos submissos e cooperativos também. A cidadania terrestre é melhor qualificada pela compreensão do Reino de Deus e das razões pelas quais o nosso Soberano Deus nos quer aqui, até determinado tempo. Lembremos algumas passagens que nos serve de base para as práticas em nossas vidas. O Rei da Babilônia precisou de Ajuda para entender um sonho e Daniel foi o encarregado de interpretar. “Esta sentença é por decreto dos vigias, e esta ordem por mandado dos santos, a fim de que conheçam os viventes que o Altíssimo tem domínio sobre o reino dos homens, e o dá a quem quer, e até ao mais humilde dos homens constitui sobre ele” (Dn 4.17). Os homens costumam se embriagar com o poder e se elevam acima de suas reais condições e por vezes Deus interfere nesses processos. “Esta é a interpretação, ó rei; e este é o decreto do Altíssimo, que virá sobre o rei, meu senhor: Serás tirado dentre os homens, e a tua morada será com os animais do campo, e te farão comer erva como os bois, e serás molhado do orvalho do céu; e passar-se-ão sete tempos por cima de ti; até que conheças que o Altíssimo tem domínio sobre o reino dos homens, e o dá a quem quer (Dn 4.24,25). É só você prestar atenção nas frase sublinhadas para entender. Daniel já havia declarado em louvor a Deus, as seguintes palavras: “E ele muda os tempos e as estações; ele remove os reis e estabelece os reis; ele dá sabedoria aos sábios e conhecimento aos entendidos” (Dn 2.21). Ao interpretar o sonho Daniel trouxe o seguinte esclarecimento: “Mas, nos dias desses reis, o Deus do céu levantará um reino que não será jamais destruído; e este reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos esses reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre (Dn 2.44). Por que eu citei todas as referencias só no livro do profeta Daniel? Os livros da Bíblia cumprem funções e os proféticos fecham temas importantes. Daniel ensina sobre como vai terminar os reinos humanos na terra. Ezequiel ensina como será o final do Reino de Israel. Apocalipse, o único livro profético do Novo Testamento, ensina como será o final do trabalho da Igreja e consequentemente do plano eterno da Redenção. Pra fechar: “Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, Que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas (Fp 3;20,21).

Senhor, te adoramos com todo o nosso coração, porque o Senhor é Deus em cima nos céus, embaixo na terra e em nossas vidas. Não temos nenhum problema em admitir a tua soberania e nos submetermos ao teu governo. Tu és justo e santo em todas as tuas ações e por tua sabedoria, são e foram criadas todas as coisas. Somos cidadãos aqui na terra e ganhamos a cidadania do Reino dos Céus, onde Jesus, o Cordeiro de Deus, também é o Leão de Judá, que reinará para sempre e restaurará todas as coisas. Agradecemos a capacidade de aprendermos como viver e administrar bem as nossas responsabilidades e nossos governos podem ser bem sucedidos por andar sob a tua direção. Agradecemos em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s