Trocando de Roupa

Meditação do dia: 15/11/2020

E tirou Faraó o anel da sua mão, e o pôs na mão de José, e o fez vestir de roupas de linho fino, e pôs um colar de ouro no seu pescoço.(Gn 41.42)

Trocando de Roupa – Com que roupa que eu vou? Essa deve ser uma das indagações que mais povoa o universo feminino. Cada ocasião justifica um novo look e quando mais agitada a vida social, maior é a demanda, é claro. Já li sobre alguém que tinha todos os ternos, iguais exatamente para evitar distrações e preocupações na escolha. Uma situação dessas, exige uma personalidade forte o suficiente para sobrepor-se aos ditames das conveniências sociais e ser respeitado sem se incomodar; como é o caso do uso de gravata branca, tem saber combinar e tem que ter personalidade forte para tal. José, o nosso bom moço, estava tendo um dia agitado e fora da sua rotina normal. Na verdade, o seu dia e a sua vida não teria nada mais de rotina ou de normal, pelo menos o antigo normal. Ele teve que vestir-se adequadamente para se apresentar ao Faraó, haja visto que na sua condição de prisioneiro e com as roupas apropriadas para o serviço na prisão, não eram digna da presença do rei. Assim, improvisaram roupas limpas que lhe conferiam ainda que provisoriamente uma aparência de dignidade para o evento daquela manhã. Desejo fazer uma aplicação aqui sobre esse detalhe; José possuía dignidade suficiente dentro dele para se apresentar, o sistema e as circunstancias lhe tiraram externamente esse valor, mas interiormente José se vestia muito bem. Como eram os homens, fazendo do seu jeito, então emprestaram roupas de alguém que lhe conferiam externamente uma condição de ser visto pelo rei e depois tudo seria desfeito e José voltaria para seus trapos de prisão. Como Deus constrói de dentro para fora e debaixo para cima, os homens não viam em José o mesmo que Deus via e eles não tinham planos para ele como Deus tinha e  também eles não conheciam José como Deus e não sabiam a respeito dele, o que de fato importava e tinha real valor. Isso ainda é válido para nossos dias e todas as pessoas. A sociedade confere valores a quem ele quer e como ela quer e também ela reprova valores que ele mesmo impõe. Os servos de Deus não podem se colocar sob essa ótica e serem mensurados por esse sistema padrão. Não, não pode! Não imitem o comportamento e os costumes deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma mudança em seu modo de pensar, a fim de que experimentem a boa, agradável e perfeita vontade de Deus para vocês (Rm 12.2). Depois que José foi recebido pelo Faraó, interpretou seu sonho, ganhou elogios dele, foi nomeado Primeiro Ministro e ganhou o anel selo – para todos que assistiam, já estava claro, que José não era mais o mesmo e nem podia mais ser visto e tratado como era antes. A escolta que o trouxe, não tinha mais serventia para escolta-lo de volta, pois ele não voltaria. Tudo isso, agora cercava-o de um todo novo. O próprio Faraó, providenciou novas roupas novas, agora de linho fino, de grife e não é que elas caíram muito bem no rapaz? O que Faraó fez como gentileza real, gesto de generosidade e conferir prestígio diante dos demais nobres e criar uma posição social e nobreza em José, aquilo só reafirmava o que José já era a muito tempo e agora criavam uma simetria perfeita e justa. Que bom que foi o rei que viu que José era nobre por dentro sem nenhum título e o melhor que ele poderia fazer era ajustar por fora para equilibrar. Quem fez isso com você e comigo, também foi o rei. Até então o mundo e as pessoas queriam que permanecêssemos na velha condição de antes. “Depois disso olhei, e diante de mim estava uma grande multidão que ninguém podia contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé, diante do trono e do Cordeiro, com vestes brancas e segurando palmas” (Ap 7.9).

Senhor Deus e Pai, reconhecemos nesse dia a tua bondade e misericórdia em providenciar generosamente vestes de justiça e de louvor para todos nós. Por tua bondade fomos alcançados e transformados em filhos e adoradores com a oportunidade de comparecer diante do trono da graça e achar o teu favor em momento oportuno. Obrigado por tudo que tens feito para conosco, em nome de Jesus, amém!

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s