Um Passeio de Carro

Meditação do dia: 17/11/2020

E o fez subir no segundo carro que tinha, e clamavam diante dele: Ajoelhai. Assim o pôs sobre toda a terra do Egito.(Gn 41.43)

Um Passeio de Carro – Carros hoje são populares, tem aos montes e para todos os gostos e bolsos. Tornaram-se uma necessidade para a mobilidade urbana e um dos principais meios de locomoção humana. São tão úteis e acessíveis a sua aquisição que agora  já se constituem um problema para a própria mobilidade para a qual eles eram a solução. Que o diga os nossos amados que residem e trabalham nas grandes metrópoles, onde não se ganha mais tempo com os carros, agora se perde mais tempo e causam muitos transtornos. Por outro lado, as crises criam oportunidades e assim soluções vem sendo pensadas e adotadas e entre elas está em prática, não ter mais carro. Com os transportes por aplicativos e outras possibilidades, para muitas pessoas é mais viável e econômico não possuir, empatando assim um alto capital e seus custos adicionais. Enquanto uns choram, outros vendem lenços. Na época de José, os carros eram o que conhecemos como  carroças, charretes com tração animal; as bigas eram carros de duas rodas puxados por dois cavalos. Também foram largamente utilizados na antiguidade como carros de guerra, o que aumentava o poderio bélico de um exército. José, provavelmente não estava familiarizado com carros e nos últimos anos sua condição de vida não lhe permitia tais luxos. O que era ainda mais inédito naquilo tudo, é que não se tratava de qualquer carro, um novo modelo ou coisa parecida, ele foi convidado a subir no segundo carro oficial do Faraó, privilégio quase inalcançável para os mortais daqueles tempos. Isso é que entendemos por “obra da graça!” Ali não havia qualquer merecimento, razão ou necessidade do rei estender esse tipo de tratamento. Me permitam fazer uma aplicação, que mesmo fugindo do convencional, não contrária os conceitos dos tipos e figuras de simbologia bíblica da obra da redenção. Nesse fato presente, José é um tipo do pecador sem méritos e sem credenciais que lhe permita qualquer acesso aos favores de Deus. Ele era um prisioneiro, escravo, sem direitos e vivia pela clemencia do seu senhor e pela utilidade de seus serviços. Como todo pecador diante de Deus. Os egípcios, como povo, discriminavam os hebreus e os tinham como indignos de convivência e nem mesmo comiam juntos, E serviram-lhe à parte, e a eles também à parte, e aos egípcios, que comiam com ele, à parte; porque os egípcios não podem comer pão com os hebreus, porquanto é abominação para os egípcios (Gn 43.32). Ainda assim, Faraó lhe presenteou com roupas, joias, anel-selo e fez subir no seu carro, para uma carreata de demonstração de respeito e honra que lhe era atribuído da parte do rei e o seria também da parte de todos os cidadãos do reino. Aos Romanos nos é ensinado: Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai. O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros de Cristo: se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados (Rm 8.15-17). Deus ainda fez mais por nós do que Faraó fez por José, pois fomos adotados, legitimados e nos tornamos herdeiros de Deus. Graça, imensurável graça. José não merecia! Eu não mereço e você também não merece! Mas Deus nos concede e receber e faz bom proveito é uma forma de honrar quem concede tamanha distinção!

Pai amado, somos plebeus espirituais e indignos de tua presença e bondade. Mas não são os nossos atos de bondade que atrai qualquer favor divino e a redenção dos nossos pecados; é a graça misericordiosa da tua parte. Pela graça somos salvos por meio da fé e isso não vem de nós, é uma dádiva de Deus (Ef 2.8,9). Apresentamos a nossa gratidão, louvor, honra e glória que a ti é devida, e o fazemos no nome de Jesus, o nosso mediador que nos representa diante de ti. Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo que nos tem abençoado com toda sorte de bênçãos nos lugares celestiais em Cristo Jesus. Para sempre seja louvado a tua santidade, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s