Conhecendo e Não Sendo Conhecido

Meditação do dia: 27/12/2020

José, pois, conheceu os seus irmãos; mas eles não o conheceram.(Gn 42.8)

Conhecendo e Não Sendo Conhecido – Ao meditar na Palavra de Deus fazemos um exercício que envolve muitas áreas da nossa vida e das nossas experiencias. Não nascemos hoje quando o dia amanheceu, portanto temos um contexto de vida e para alguns de nós, é um grande contexto. Assim, todas as experiencias já vividas se tornam um acervo que se pode acessar para validar as novas experiencias, como também ajudar na prevenção de possíveis percalços na caminhada. Nosso processo de meditação bíblica consiste principalmente num processo espiritual e mental de se digerir a Palavra de Deus até que ela faça parte integral da nossa vida. Começa-se por transferir os textos bíblicos da mente para o coração pela memorização e recitação. Fazer boas perguntas e chegar a conclusões no uso das boas regras de interpretação, sem perder de vista o pensamento original do autor sagrado. Aqui, por exemplo estamos diante de um relato histórico, onde uma pessoa maravilhosa, trabalha para que uma situação antiga se resolva e para isso ele está aplicando os recursos que lhe estão disponíveis. Ele conhece e reconhece aqueles seus irmãos, mas houve um intervalo de mais de vinte anos onde não mantiveram qualquer contato e nem se soube nenhuma informação uns dos outros. José queria fazer uso do que ele conhecia a respeito deles para estabelecer as novas bases do relacionamento entre eles, não apenas por serem familiares, mas por saber que havia propósitos divinos envolvidos nos acontecimentos. O que até certo tempo fora visto como maldade humana e violência desnecessária, José já estava consciente do agir de Deus para propósitos maiores, então ele estava disposto a mudar o seu comportamento e ponto de vista para cooperar com as promessas se alianças que seu povo tinha com o Deus Altíssimo. Conhecer pessoas não é uma ciência exata, pois podemos nos surpreender constantemente, porque elas mudam, se adaptam, se transformam dentro de contextos que lhe aparecem. Também, como cristãos sabemos que informação não é conhecimento! Ter informações intelectuais e teóricas não pode ser tratado como “conhecimento.” Nosso ensino no Novo Testamento, mostra que o verdadeiro conhecimento de Deus e das verdades espirituais chegam até nós por revelação divina, com sua permissão e vontade expressa. Tudo que sabemos não é tudo que existe, portanto precisamos estar abertos ao novo, ao contraditório e fatos além do nosso alcance até então. Escrevendo aos Coríntios, Paulo, afirma sobre dois tipos de conhecimento: Portanto, não avaliamos mais ninguém do ponto de vista humano. Em outros tempos, pensávamos em Cristo apenas do ponto de vista humano, mas agora o conhecemos de modo bem diferente (2 Co 5.16). Ele fala sobre o ponto de vista humano e modo diferente, que sabemos ser o modo espiritual, ponto de vista divino. Todo conhecimento do ponto de vista humano é racional, lógico ou mera informação. Por exemplo: Quase que onze em cada dez pessoas sabem tudo sobre Jesus. Sabem que é Filho de Deus, que é unigênito, veio ao mundo para salvar os pecadores, sabem onde ele nasceu, cresceu, viveu, morreu, como tudo aconteceu e para que aconteceu e sabem onde ele está hoje e o que fará em breve. Mas todo esse acervo de conhecimento é mera informação intelectual acessível a qualquer um até mesmo no Google ou em bibliotecas e podem ser consultados. Mais importante ainda, essas informações não são redentoras – ninguém será salvo por saber isso. Só uma revelação de Deus através do Espírito Santo através da exposição da Palavra escrita, pode produzir vida espiritual, regeneração, salvação! O tipo de conhecimento que José tinha sobre seus irmãos não o ajudava muito; ele precisa descobrir verdades do coração e da alma deles. Eles por sua vez não reconheceram a José e nem mesmo tinham intenção de saber sobre ele. Talvez, a melhor informação que gostariam de ter sobre José era que de fato ele estivesse morto de verdade, pois isso produziria um tipo de alívio e poria fim num tormento em suas almas. Você conhece a Jesus ou tem boas informações sobre ele? Você conhece a Palavra de Deus ou tem informações sobre ela? E o céu? A eternidade? Você é filho de Deus ou sabe dessa possibilidade?

Pai de amor, graça e misericórdia, te amamos e reconhecemos a tua infinita sabedoria disponibilizada em Cristo Jesus e no seu sacrifício no Calvário, para nos trazer de volta à comunhão e a vida. Queremos te conhecem e precisamos que o Espírito Santo promova uma revelação poderosa no nosso espírito. Revela a tua Palavra ao nosso coração, precisamos de ti e da redenção que providenciaste para cada um de nós. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s