Eu Temo a Deus

Meditação do dia: 12/01/2021

E ao terceiro dia disse-lhes José: Fazei isso, e vivereis; porque eu temo a Deus.(Gn 42.18)

Eu Temo a Deus Certa vez vi no “para-barro” de um caminhão boiadeiro escrito: Jesus Liberta! Achei engraçado e perguntei para alguém que estava comigo: O que será que os bois acham dessa frase no caminhão? Concordo que foi um humor fora de hora ou de contexto, uma ironia apenas. Também estou pensando nessa citação de José a seus irmãos, que estavam no maior aperto diante dele, sob acusações seríssimas, que poderiam até mesmo gerar pena de morte, detidos em prisão por três dias e um deles ainda ficaria na prisão  até que os outros fossem até Canaã e voltassem com o irmão mais novo para averiguação. “Eu temo a Deus!” Como será que os rapazes receberam essa palavra e ação generosa do governador? Estando no Egito, uma terra e um povo politeísta, com uma cultura de adoração a muitos deuses e nenhum deles era o Altíssimo, o Deus único adorado por Abraão, Isaque e Jacó, a quem eles estavam sendo treinados e comprometidos em alianças eternas, que deveriam passar de geração para geração. Até então para eles, possivelmente o governador era um egípcio, portanto idólatra; como ele poderia temer a Deus, a ponto de ser generoso e agir com complacência em nome de sua fé? Olhando para nossa própria realidade, não é difícil encontrarmos cristãos, adoradores fervorosos de Deus, que tem sérias dificuldades em aceitar que alguém de outra denominação cristã, seja de fato, seu irmão em Cristo, ou tenha experiencias com Deus. Não é raro vermos estrelas do mundo gospel, na TV ou mídias sociais se degladiando e batendo forte em outros até dos mesmos movimentos. Nesse último domingo, na mensagem que preguei para a Monte das Oliveiras e na Live, introduzi com os seguintes questionamentos sobre nossa prática de fé: Há três pontos em que toda e qualquer religião, incluindo a nossa religião, precisa ser testada. 1. A pregação que ouvimos regularmente conduz a nossa mente a focalizar a morte expiatória do Senhor Jesus Cristo, e atrai o nosso coração para ele? Essa pregação mostra a necessidade de colocarmos a nossa fé na morte expiatória do Senhor Jesus? Se a resposta for negativa, então não é o evangelho de Deus. 2. Aquele que nós adoramos é um Deus que responde orações? Se não responde, ou estamos adorando um deus falso, ou não estamos em comunhão com o Deus verdadeiro. 3. Recebemos o Espírito Santo como nosso agente santificador? Se não recebemos, a nossa situação não é nada melhor do que a dos pagãos. Em outras meditações eu já afirmei que o cristianismo não é uma religião, mas um RELACIONAMENTO! A provável referencia dos irmãos de José para determinar que aquele governador era temente a Deus ou não, poderia ser eles mesmos e suas práticas de vida e de fé. Quando a conduta entra em choque com a declaração de fé professada, o testemunho fica comprometido e as ações falarão mais alto que o discurso. Alguém sabiamente já disse que “as nossas palavras comovem, mas o nosso testemunho, arrasta!” Veja que citação linda descrita nos Salmos: “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria; todos os que cumprem os seus preceitos revelam bom senso. Ele será louvado para sempre!” (Sl 111.10)

Pai, graças te dou nesse dia, quando posso aprender mais em tua Palavra sobre o temor ao Senhor que me confere sabedoria e poderei agir com bom senso, para assim glorificar ao meu Deus e ser ativo no testemunho da tua graça e bondade para comigo e para com todos. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s