A Casa da Nossa Prisão

Meditação do dia: 14/01/2021

Se sois homens de retidão, que fique um de vossos irmãos preso na casa de vossa prisão; e vós ide, levai mantimento para a fome de vossa casa,(Gn 42.18)

A Casa da Nossa Prisão literalmente José estava se referindo mui provavelmente a uma casa, improvisada como prisão domiciliar para seus irmãos naqueles dias em que eles estiveram sob observação dele. Deduzo, que eles não foram encaminhados a uma instituição prisional, tal qual a que o próprio José estivera por muitos anos, sob a tutela do capitão da guarda de Faraó. Estou inclinado a pensar na aplicação figurada que esta cena e esta citação nos permitem fazer. Toda pessoa tem potenciais a serem desenvolvidos e valendo-se das oportunidades, cada um aprimora suas habilidades e até desenvolve novas, acrescentando mais e mais possibilidades. Me recordo de uma citação do Apóstolo São Paulo em que ele fala de certas condições em que se pode limitar-se a si mesmo em relação a muitas coisas. Ó coríntios, a nossa boca está aberta para vós, o nosso coração está dilatado. Não estais estreitados em nós; mas estais estreitados nos vossos próprios afetos. (2 Co 6.11,12). Os cristãos da Igreja de Corinto, tinham abrigo e acolhimento amplo na vida e no coração do apóstolo, mas eles ao mesmo tempo estavam estreitando em seus próprios sentimentos para com ele. O campo de visão deles era muito limitado e faziam suas próprias avaliações abaixo do padrão ideal. Se trata de situações em que alguém é muito amado, reconhecido, respeitado e todos tem grandes expectativas dela, mas ela por si mesma se vê em condições de inferioridade ou limitada em receber e desfrutar do que lhe é oferecida. Algo um tanto semelhante aquilo que observamos na vida daqueles dois filhos na parábola do filho pródigo; pois ambos eram filhos, herdeiros e o pai tinha prazer neles e supria tudo para eles. O mais jovem forçou a barra para ter sua independência e assim se apropriou antecipadamente da sua herança e desperdiçou tudo, indo à falência e viver em situação de extrema necessidade nas terras de suas escolhas pessoais. O filho mais velho, ficou em casa, trabalhando duro, sendo fiel e obediente, mas sem saber desfrutar do que lhe era de direito. Ele não tinha melhores condições e privilégios por sua própria incapacidade de valer-se dos seus direitos. Só percebeu quando seu irmão retornou falido, implorando por ajuda e vindo a ser recebido como de fato era, filho amado e sempre bem aceito na casa do pai. Isso pode acontecer e acontece com todos nós sem exceção. Limitamos a Deus em sua graciosa generosidade e pode de fazer infinitamente mais do pedimos ou pensamos. Nos contentando com menos do que ele tem destinado ou não desenvolvendo todo o potencial que recebemos dele. Mesmo sendo alguém muito fiel, obediente, equilibrado na sua fé e construtivo na seu serviço, ainda assim pode ficar preso na sua própria casa de prisão. Até um relógio quebrado pode dar a hora certa duas vezes ao dia. Justificar nossa limitação valendo-se de testemunho de algumas bênçãos ou algumas realizações não é suficiente. O que limita você? Em que você se vê ou sente preso? À que você atribui um rendimento abaixo do seu verdadeiro potencial? Essa foi a agenda de José para com seus irmãos após um tempo de reflexão deles na salinha do castigo, onde ficaram para pensar.

Pai, obrigado por sua bondade e misericórdia, por elas nós podemos experimentar coisas boas e grandes que estão disponíveis a nós, em Cristo Jesus. Hoje é uma dia refletir sobre nossas limitações injustificadas na realização de nossa missão e participação na construção do teu Reino. Pedimos sabedoria e graça para nos levantarmos e andar a passos maiores e mais consistentes. Abençoamos o nosso dia e as nossas oportunidades, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s