Sem Benjamim, Sem Negócios

Meditação do dia: 06/02/2021

Mas Judá respondeu-lhe, dizendo: Fortemente nos protestou aquele homem, dizendo: Não vereis a minha face, se o vosso irmão não vier convosco.(Gn 43.3)

Sem Benjamim, Sem Negócios A vida tem lados complexos e para quem tem bom humor isso é até divertido, elas conseguem transformar um limão em uma limonada e estão seguindo com alegria e até tirando proveito das dificuldades de uns para transformar em benefícios para outros. Já ouvimos muitas vezes aquela expressão “Ninguém é insubstituível.” Poder ser a mais pura verdade, mas também pode não ter nada a ver com substituição. No futebol, o craque se machuca e entra o perna de pau e bola pra frente, ou bola pro mato que o jogo é de campeonato. Numa equipe de cirurgiões de alta complexidade não dá para substituir o craque pelo aprendiz no seu primeiro dia. Vou até jogar mais lenha nessa fogueira: Quem substituiu o Pelé? Ou Beethoven? Einstein? Como indivíduos todos somos únicos! Quanto às características em termos de talentos, genialidade, capacidades podemos dizer que somos a coleção mais incrível que se pode imaginar. O que falta em alguns tem de sobra em outros. O que tem de gente sadia, perfeita e incompetentes e do outro lado, pessoas que superam adversidades naturais de nascimento ou sequelas de acidentes e dão um verdadeiro show de criatividade, esforço e produtividade. Outro dia vi na TV sobre alguém que nasceu sem as mãos é um cabeleireiro fantástico e renomado e faz uso de navalha e equipamentos da sua profissão. Sabemos de pessoas sem os braços que tocam violão, dirigem seus próprios carros, pilotam aviões e vivem procurando o próximo desafio que irão superar. Quase sempre os fatores que limitam as pessoas, são elas mesmas. Olha o que disse Paulo aos cristãos da cidade de Corinto: Ó coríntios, a nossa boca está aberta para vós, o nosso coração está dilatado. Não estais estreitados em nós; mas estais estreitados nos vossos próprios afetos. Ora, em recompensa disto, (falo como a filhos) dilatai-vos também vós (2 Co 6.11-13). José escolheu apertar os irmãos até chegarem a um determinado limite onde teriam que ceder à verdade. Lá em Goiás chamamos isso de “apertar sem abraçar!” Primeiro demonstrou força acusando-os de espionagem, depois manteve presos por três dias com a promessa de deixar apenas um deles voltar para casa e buscar o irmão mais novo, posteriormente, num gesto de misericórdia e temor de Deus liberou oito e manteve apenas Simeão até a volta de todos. Com essas medidas, ficou muito claro para os filhos de Jacó que aquele governador era sério no que dizia e que se suas exigências não fossem satisfeitas eles não teriam permissão para negociar e o irmão ficaria detido em definitivo. O que José estava produzindo era meios deles agirem com a verdade e envolverem o pai, que precisaria ser certificado das ações. José conhecia seu pai e sabia que Benjamim era a chave, como diriam na linguagem figurada, o caçula era o “calcanhar de Aquiles” para Jacó. José estava certo sobre o afeto do pai para com ele e Benjamim, sendo assim, seria a peça chave para mexer com todos eles, sem falar na saudade que ele deveria estar do irmão que lhe era tão próximo. Para Jacó, Benjamim era intocável, para os irmãos, pai e filho eram inseparáveis e eles lutariam por preservar a segurança dos dois, compensando em seus corações o mal causado pela separação que provocaram ao tirar-lhes José de forma tão calamitosa. Era muito difícil verem o sofrimento do pai e do irmão mais novo sabendo que era por uma mentira e uma maldade egoísta deles. Esse tipo de crise, também iriai produzir oportunidades para todos fazerem o certo. Creio que isso pode nos levar a pensar sobre situações nossas do dia a dia onde os pais demonstram mais afeição e apreciação por um filho em detrimento dos demais; como também entre irmãos que passam por isso, aprenderem a lidar sem produzir maiores danos e através de boas ações corrigirem as distorções e não permitir que haja animosidade entre eles e dificulte o relacionamento. Nossa fé e temor de Deus deve nos ajudar. Muitos de nós já vencemos na vida e não precisamos depender de ajuda ou querer que os pais sejam forçados a fazer por todos igualmente ou não faça nada. O conceito bíblico é que devemos amar o bem e detestar o mal em todas as suas formas. Liberte-se”

Pai obrigado por seu o Pai perfeito e o Deus maravilhoso que servimos, adoramos e amamos de todo o coração. Tu és abençoador e incondicionalmente nos ama e não faz acepção de pessoas e nem prefere um dos filhos em detrimento dos outros. Justo és em todos os teus caminhos e isso nos trás muito segurança. Obrigado por nos ensinar que podemos ter relações produtivas e amigáveis com nossos familiares e sermos gratos pelas bênçãos que alcançamos na vida. Oramos em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s