Maus Procedimentos

Meditação do dia: 27/03/2021

Não é este o copo em que bebe meu senhor e pelo qual bem adivinha? Procedestes mal no que fizestes.(Gn 44.5)

Maus Procedimentos – É notadamente interessante vermos as coisas por prismas bem diferentes ou distantes, tanto em épocas quando em costumes e culturas, como estão sendo nossas oportunidades nesses trechos da vida de José e seus irmãos. Estamos olhando etiqueta social e ética sendo cobradas por um serviçal, a pessoas que ele nem sabia quem de fato eram. Por outro lado, ele só estava cumprindo ordens de seu senhor, que por sinal era um homem muito bom, respeitoso e poderoso no seu tempo, tendo certamente todo o respeito e reverencia de seus serviçais. Mas por outro lado, podemos olhar para isso com as lentes de quem vê além do visível natural. Quem eram aqueles onze homens estrangeiros, que foram convidados pelo senhor daquele mordomo e quem era aquele mordomo? Li um artigo certa vez, de cunho evangelístico, que trabalhava com a seguinte pergunta e linha de pensamento: “Que diferença fará, daqui a cem anos?” ali ponderava valores nesta vida que fazem diferença entre as pessoas, mas e daqui a cem anos? O CEO de uma Publisher de conteúdos sobre investimentos costuma citar em suas publicações que de certa forma “à longo prazo todos estaremos mortos.” Ele não está longe da verdade, do ponto de vista humano e vendo o homem em sua brevidade temporal de vida. Na conversa, à mando de José, o serve repreende duramente aqueles homens, e hoje não entraremos no mérito da questão, sobre ele ter razão ou não. Mas vou seguir a linha de pensamento que iniciamos, levando em conta é claro, que a narrativa bíblica se ocupa posteriormente com a descrição da história do povo escolhido, e não temos nenhum meio de dizer o que aconteceu com aquele servo de José e sua posteridade. Mas seguindo um raciocínio comum, diríamos que ele serviu a José por longos até se aposentar e morreu e foi muito honrado por toda a família pelos bons serviços prestados. Não nos assustemos, se o encontrarmos no céu, porque José influenciava com sua fé e certamente seus serviçais conheceram o verdadeiro e único Deus; ainda mais depois com a chegada de Jacó, fazendo com que o culto a Jeová prosperasse na terra dos faraós. Isso foi uma digressão, mas vamos ao que interessa. Aqueles onze homens (e muitos segredos, diga-se de passagem), se tornaram juntamente com José, os doze patriarcas de uma nação que se formou dentro do próprio Egito e posteriormente foram escravizados e depois saíram, para voltarem para a Terra de Canaã, e tomarem posse de sua herança territorial dada a eles pelo Senhor Deus deles, o Altíssimo, o Criador dos Céus e da Terra. Eles se tornaram os pilares de uma nação sacerdotal cuja missão era fazer Deus conhecido entre todas as famílias da terra. No curtíssimo prazo, aquele servo estava dando ordens e distribuindo broncas; mais tarde ainda naquele dia, deveria ele estar abraçando e celebrando com eles, o fato deles serem irmãos do seu senhor; e é claro, se desculpando: “Eu só estava fazendo o que o chefe mandou.” O resto, é história! O mau procedimento daqueles homens não alterou em nada o futuro deles e dos propósitos divinos. Claro, devemos celebrar cada momento e construir um bom legado com cada oportunidade que se nos apresenta nesta vida. Vou fechar com uma história mais perto de nós: Na cidade de Ponta Grossa, no Paraná, numa igreja Batista de Renovação Espiritual, havia um menino que estava sempre na companhia de um jovem, carregado na garupa da bicicleta indo para os cultos e trabalhos da igreja. Esse menino, foi meu colega de quarto no seminário e hoje é pastor no interior do Paraná; o jovem que o carregava é apenas o pastor Marcio Valadão, da igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte.

Senhor, graças te rendemos por tua fidelidade em levar adiante os teus planos e propósitos para com cada um dos seus filhos. Queremos ajuda do Espírito Santo para sermos eficientes em nosso testemunho e termos bons procedimentos, de forma que as pessoas ao nosso redor sejam influenciadas para o bem e venham a te conhecer e serem abençoados com a graça da salvação em Cristo Jesus. Fomos chamados para sermos bons modelos e testemunhas do teu amor. Em nome de Jesus, oramos em fé, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s