Subir Em Paz

Meditação do dia: 10/04/2021

Mas ele disse: Longe de mim que eu tal faça; o homem em cuja mão o copo foi achado, esse será meu servo; porém vós, subi em paz para vosso pai.(Gn 44.17)

Subir Em Paz – Paz não é ausência de conflitos e também a ausência de conflitos não significa que reina a paz. José vivia no Egito à muitos anos e estava adaptado, não por escolha inicial sua, mas pelo serviço que prestava, antes como escravo, depois como homem livre, mas comprometido com uma responsabilidade de salvar milhares de pessoas de morrerem de fome. Quando surgiu a oportunidade dele ir embora e viver sua vida, ele entendeu seu papel e sua importância. Só grandes homens, com uma vontade consagrada, compreendem isso e se dispõe a fazer de sua vida um instrumento de bênção. Na Nova Aliança, Jesus é a encarnação dessa verdade: Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos (Mt 20.28). Podemos ver isso replicado na vida de Paulo também. Mas de nada faço questão, nem tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira, e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus (At 20.24). Entre o povo de Deus, houve, há e sempre haverá muitos exemplos dignos de ser imitados; só no capítulo onze de Hebreus, temos uma galeria de heróis da fé. No nosso texto de hoje, os irmãos de José, desceram de Canaã para o Egito e agora sob forte provação, o govenador, libera-os para voltarem em paz, subirem de volta para a casa do pai. Como voltar em paz, se um deles não poderia voltar e esse era justamente Benjamim, o único que deveria voltar, porque estava sob juramento dos irmãos de que o protegeriam de qualquer perigo e o trariam de volta são e salvo para o pai. Eles já não viviam em paz a muitos anos; aliás, todos os anos desde que viram José sendo levado aos gritos de socorro por uma caravana de mercadores para o Egito. Agora eles eram os mercadores, estavam abastecidos de mercadorias para levar para casa; mas qual casa? Para onde iriam? Esses homens chegaram numa condição situacional, onde o dinheiro em dobro que trouxeram não lhes garantia nada. Os presentes dados ao governador de nada valiam. A recepção amistosa e as boas vindas, com comida farta e os prazeres oferecidos pela casa do governador não se levava mais em conta. A presença de Simeão, liberado com a presença de Benjamim, que comprovara serem homens de bem, também não surtia mais nenhuma alegria. Mesmo o perdão do governador a todos os dez e permitindo voltarem para casa com suas cargas de alimentos, não faziam sentido e muito menos teria propósito. Eu diria, que eles chegaram na esquina da falência com o fracasso! Aqui, paz circunstancial não tem valor algum. Se alguém disser que era desesperadora a condição deles, eu diria que desesperador era muito pouco! Só um milagre, daqueles grandes poderia reverter as coisas. Milagres estão na área do sobrenatural, do espiritual, no campo das ações de Deus, intervindo em favor do homem. Aqui me lembro e me apego ao dizer do profeta Jeremias, incitado por Deus: Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes (Jr 33.3).

Senhor nosso Deus e Pai, é certo que chegamos à situações só a tua graça é capaz de prover livramentos e salvação. Somos bons em criar situações difíceis com nossas escolhas inconsequentes e tentar levar a vida livre de responsabilidades como se não houvesse amanhã e muito menos prestação de contas. Justo és, o Senhor e justos são todos os teus caminhos. Pedimos ajuda para nos quebrantarmos os corações e as mentes e aceitarmos a tua ajuda poderosa. Guia, ó Senhor os nossos passos por caminhos direitos e por onde possas andar conosco. Pedimos perdão e buscamos reconciliação em Cristo Jesus e sua obra redentora; no nome dele oramos agradecidos, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s