De Olho Nele

Meditação do dia: 14/042021

“Então tu disseste a teus servos: Trazei-mo a mim, e porei os meus olhos sobre ele.” (Gn 44.21)

De Olho Nele – Gosto da anedota da mãe que ao sair para fazer alguma coisa, recomendou à filha adolescente que ficasse de olho no leite que estava sendo fervido no fogão, a recomendação foi: Olha bem a hora que o leite sobe, para desligar o fogo. Muito bem, quando a mãe voltou, havia leite derramado à vontade no fogão; ela ficou brava, é claro e ao repreender a filha e cobrar a recomendação feita, a filha, com toda a ingenuidade lhe disse que o leite subira precisamente às 10:23 horas, ela prestara atenção sim! Alguém levou muito literalmente a sério a ordem recebida. Queremos fazer uso dessa idéia de colocar os olhos sobre algo, ou alguém, que aparece em muitas oportunidades na Bíblia e podemos aprender com isso. Uma das citações muito edificantes dessa expressão aparece nos salmos; “Instruir-te-ei e te ensinarei o caminho que deves seguir; e, sob as minhas vistas, te darei conselho.” (Sl 32.8). Não é só uma linda citação poética, mas uma grande declaração da verdade do amor e do cuidado de Deus para com os seus servos e em especial os que cultivam uma proximidade na comunhão e discipulado. Não é nossa linha de pensamento nessa meditação, mas só fomentando o apetite dos leitores, observe as expressões “instruir-te-ei”“te ensinarei” e “darei conselho.” Você consegue perceber a diferença entre uma e outra e que direção elas tomam? José estava à muitos anos sem ver ou saber notícias do irmão mais novo, aquém ele muito amava e sentia saudades. Agora nesses dias atrás ele soube por esses rapazes, que seu irmão estava vivo e muito bem, com o pai, por medida de proteção e segurança, devido algo ruim que acontecerá com o irmão dele. José não perdeu tempo e incluiu nas suas exigências de confirmação de probidades, que eles trouxessem o irmão mais novo, pois o governador queria “por seus olhos sobre o rapaz.” Foi uma operação difícil de ser implementada, porque o velho pai, criara uma super-proteção em torno de Benjamim, desde o desaparecimento de José. Além da questão do apego paternal, precisamos levar em conta, a visão que Jacó tinha de que sua família se tornaria uma tribo forte e depois uma nação, com alianças de bênçãos para representar Deus diante de todas as nações. Ele tivera doze filhos, dois deles era da esposa amada e por quem ele se esforçara tanto e passara grandes lutas e provas até mesmo para gerar esses dois filhos. Na cultura dele, a perca de José era muito difícil de ser assimilada e no seu coração, a linhagem dele com Raquel tinha as bênçãos da transmissão de linhagens. Benjamim, era a chama que lhe restara e ele faria de tudo para proteger e perpetuar essa linhagem. Com o passar do tempo, os próprios irmãos assimilaram isso e não podiam deixar de ajudar o pai nessa sentinela, ainda mais que eles sabiam as verdadeiras razões da perda do pai. Judá agora está refazendo o relato para o governador, sobre como foi difícil realizar o seu pedido e colocar diante dele o irmão mais novo deles, e isso seria a base para o pedido de clemencia ou comutação de pena, ou se necessário fosse, a substituição de condenação para outro deles, mas preferencialmente dele, Judá. Ele começara todos os problemas desse família, dando a idéia contra seu irmão adolescente lá no passado e fora uma ação tão intempestiva que não houve tempo e nem modo de reparar ou minorar o mal causado, que afinal, se voltara contra eles mesmos, mas ele reconhecia sua responsabilidade e não mediria esforços para mudar o que lhe fosse possível. Sob as vistas do governador do Egito, Benjamim estaria bem ou mal? Quais eram as verdadeiras intenções de José e quais os resultados disso na vida dos demais e do próprio pai? Como dizemos ou escrevemos outrora, o caráter é que faria a diferença. Que bom que isso em José era muito especial! Que bom que sob os olhos de Deus, estaremos muito bem, porque o seu caráter e suas intenções são irretocáveis.

Senhor, muito obrigado por ser santo e justo em todos os teus caminhos e teus feitos são mui bons para com todos nós. Obrigado por Jesus Cristo ser a expressão desse amor e dessa verdade libertadora. Somos não só abençoados, mas também transformados e nivelados por cima, sob as tuas vistas. Receba nossa gratidão, reconhecimento e louvor, por tanta bondade e misericórdia. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s