Quando a Reputação Precede

Meditação do dia: 31/05/2021

“E esta notícia ouviu-se na casa de Faraó: Os irmãos de José são vindos; e pareceu bem aos olhos de Faraó, e aos olhos de seus servos.” (Gn 45.16)

Quando a Reputação Precede – “Fazemos o certo porque é certo!” Os três leitores mais assíduos dessas meditações já leram isso várias vezes nessas páginas. Não é um mantra, mas é uma verdade que perseguimos obstinadamente. Valorizamos as boas práticas e incentivamos muito que todos, indistintamente, façam boas escolhas no dia a dia, porque somando-se gradativamente, tornam-se meses e anos e enraízam em nossas entranhas se tornando parte de nós, estilo de vida. Quando nossas mentes se voltam para o termo “reputação,” majoritariamente nos pegamos sobre valores, pensando no que se perde ou se ganha e quais os riscos que corremos. Mas ao falar sobre José, esse peso cai e só esperamos coisas boas. Não só nós, mas todos que conviveram com ele nos seus dias e a quem ele serviu, ou que serviram com ele ou para ele, talvez excetuando a esposa de Potifar, na primeira casa onde ele serviu, todos são unanimidade sobre o caráter e a integridade de José. Ele construiu uma reputação, daquelas que lhe precediam onde quer que ele fosse. Faraó após poucos minutos de conversa e ser ajudado na interpretação dos sonhos, apostou nele, como se fizesse com um velho conhecido, alguém que fora preparado, talhado para assumir um posto, provavelmente nunca existente antes na administração pública do Império Egípcio. Pelas narrativas, já iam se passando no mínimo, nove anos e ele só se consolidava mais e mais no posto, na confiança e no agrado de todos. É esse tipo de pessoas que nos serve de modelo, porque elas viveram uma vida real, como nós, sob as mesas pressões de trabalho, resultados, chefes, autoridades, expectativas e frustações, mas não passaram por tudo isso reclamando, lamentando ou resignados – eles eram proativos, para fazer uso de uma palavra muito atualizado hoje. José fez história, viveu, amou, sofreu, mas seu olhar estava muito dele mesmo e de suas capacidades. Quando aquela celeuma toda, de visitantes canaanitas sendo recebidos pessoalmente pelo governador, que se propôs investigar suas ações e intenções, se revelou no que até então só ele sabia, que eram seus irmãos, se tornou uma boa notícia para todos, e o fato correu mais rápido do que as bigas reais, em questão de instantes o palácio real já sabia:  José tem irmãos e estão na casa dele sendo recebido por ele. Até Faraó se alegrou e claro que amigos de amigos são nossos amigos! Se José tem mais irmãos e sejam do mesmo naipe dele, todos só tem à ganhar. Portas se abriram lá e até hoje elas se abrem, pela vida de serviço e zelo de quem se propõe ser conhecido por fazer o bem e o certo. Eu sempre me faço essas perguntas, não porque espero elogios ou medir aceitação ou rejeição; mas são conversas íntimas com minh’alma, sobre o tipo de  legado e de participação estou fazendo e como isso pode ser melhorado e mais pessoas abençoadas.

Senhor, obrigado pela vida de pessoas que tens colocado perto de nós e servem de bons modelos. Podemos ver nelas e através de suas vidas, o mover e o agir do Senhor, de maneira amorosa e cuidadora. Graças pela oportunidade de juntar forças para construir um reino maior e muito além de nós. Oramos agradecidos em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s