Quando Foi a Última Vez?

Meditação do dia: 30/05/2021

“E beijou a todos os seus irmãos, e chorou sobre eles; e depois seus irmãos falaram com ele.” (Gn 45.15)

Quando Foi a Última Vez? – Entre tanta euforia, celebração e sustos, presenciamos uma cena de rara beleza e clima familiar, de irmãos que se dão bem e se amam. Daí procede a minha pergunta título: Quando foi a última vez que essa cena acontecera? É muito provável que ela nunca ocorrera antes. De onde pegamos o bonde da história, vimos muita rivalidade, muitas cenas de ciúmes e provocações. Não que uma ou outra deveria ser o normal daqueles irmãos. É preferível a paz e harmonia, à guerra e aos conflitos de interesses, que acabaram por produzir muitas dores para ambos os lados. Tentando trazer isso para dentro das nossas realidades, temporais ou familiares, vamos encontrar muitos paralelos em comum, como também iremos encontrar versões melhores e não seria uma raridade, se alguma bem mais acirrada e com final não tão feliz como foi com José. Afetividade familiar é maravilhoso e todos admiramos aquelas famílias que se dão bem, trabalham juntos e há um clima de cumplicidade entre todos. Mas temos que voltar à realidade da vida real, onde as coisas são como elas são e não como gostaríamos que fossem, ou como esperamos que sejam. Cada grupo familiar tem suas peculiaridades e são essas pequenas coisas que personalizam cada uma e as diferenciam umas das outras. Já procedi uma espécie de enquete, sobre famílias e suas virtudes e defeitos. Numa das perguntas, se a pessoa pudesse escolher sua família, na quase unanimidade das respostas era que ainda assim, escolheriam a mesma novamente. “Não te aguento, mas não te largo!” Como no jargão do deficiente com sua muleta. Na caminhada que empreendemos, vamos percebendo que de todas as pessoas no mundo todo, a única que temos poder, autoridade e capacidade de obriga-la a mudar de postura e comportamento, somos nós mesmos. Ninguém pode pretender que outras pessoas mudem, para que sua vida fique mais fácil, agradável ou feliz! Só temos controle sobre nós mesmos e ponto final. Mas é emocionante presenciar doze irmãos reunidos, depois de muitos anos separados em três blocos, com versões diferentes para um mesmo evento produzido para prejudicar um deles, mas na verdade afetou a todos e aos demais familiares. Dez dos irmãos se tornaram uma confraria sob segredos que arruinariam suas vidas, porque eles fizeram um ato de maldade para se livrarem de um deles, e tiveram que criador um fato falso para justificar o que fizeram, deixando o mais novo deles, isolado ao lado do pai, com a versão plausível que acomodava temporariamente as coisas. A vida, o destino, ou melhor, para nós, cristãos, a presença e o poder de Deus, se encarregaram de corrigir os rumos do enredo daquela história, para o bem de todos e felicidade geral da nação. Quaisquer que sejam os fatos que nos levaram ao ponto em que nos encontramos hoje, ainda podemos crer na boa mão do Senhor em guiar e conduzir-nos na direção que ele planeja e tem estabelecido para nós. Nossa vida está nas mãos de Deus! Isso muda tudo, sempre e eternamente. Nosso desafio hoje é facilitar o relacionamento com familiares, especialmente irmãos, aqueles que estão vivendo relacionamentos quebrados, por feridas e mágoas por ações e práticas que provocaram dores e marcas. O que já aconteceu, já aconteceu! Não podemos mudar o passado, mas pode tomar medidas e atitudes que modifiquem o presente e melhore o futuro. Não tem à ver com merecimento, ou se eles irão mudar de posição, se farão o certo ou não! Você e eu precisamos fazer o que é certo e o que Deus espera de nós. só e tudo isso.

Pai, em tem imenso poder e graça pedimos que guie os nossos corações aos caminhos da reconciliação, perdão e restauração de relacionamentos familiares que hoje estão quebrados e produzindo dores e sofrimentos. Aqueles dos teus filhos que já alcançaram mais luz espiritual e conhecimento da tua verdade, podem dar passos maiores e se aproximarem mais daqueles que precisam de uma mão estendida e um coração aberto para cruzarem esses rios de mágoas, dores e sentimentos ruins. Pedimos forças e unção do Espírito Santo, para curar essas mágoas e promover reconciliação e libertação. Oramos agradecidos, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s