A Importancia da Semente

Meditação do dia: 14/07/2021

“Então disse José ao povo: Eis que hoje tenho comprado a vós e a vossa terra para Faraó; eis aí tendes semente para vós, para que semeeis a terra.” (Gn 47.23)

A Importancia da Semente – A vida espiritual se assemelha em muitos aspectos com a vida natural que está espalhada por todos os lados que olhamos. Os céus repletos de estrelas e corpos celestes que cumprem propósitos que a maioria de nós não temos a mínima idéia; os campos, matas e florestas com seus universos particulares de vidas minúsculas e gigantescas convivendo e suportando umas às outros. Os Mares, os rios e seus encantos e mistérios cumprem todos um grande papel de dar a esse globo as mais perfeitas condições para a existência humana, que não pode existir sozinho, mas coexistir com tudo que o cerco e lhe serve de apoio. A perfeição da criação de Deus ultrapassa nossa capacidade de compreensão transcende à própria existência, que ainda extamos arranhando nas periferias de tudo que ainda está por se conhecer, descobrir, adaptar e desenvolver. O cristão bíblico, não tem como cultivar uma enorme gratidão a Deus e cultuá-lo por sua generosidade e graciosidade na distribuição da vida como um dom maravilhoso. Acreditamos na criação à partir de um Deus Todo-Poderoso, que ama e fez tudo de modo tão perfeito e belo, quanto útil e nele colocou o homem, para cultivar e desenvolver todo o seu potencial de forma a expressar a grandeza da glória de Deus, o seu Senhor e Criador. Das tantas maravilhas acessíveis a nós, das quais podemos falar e escrever de forma inesgotável, eu destaco hoje a minha grande admiração pela semente. As sementes são universais, são poderosos, quem sabe, de tudo que temos em termos biológicos nessa criação nada tem mais poder e potencial do que as sementes, não importa que tipo de sementes, elas são todas incríveis! São tão simples que podem ser cultivadas sem que se domine seus mistérios e capacidades. “dizia: O reino de Deus é assim como se um homem lançasse semente à terra. E dormisse, e se levantasse de noite ou de dia, e a semente brotasse e crescesse, não sabendo ele como. Porque a terra por si mesma frutifica, primeiro a erva, depois a espiga, por último o grão cheio na espiga” (Mc 4.26-28). Foram palavras do Senhor Jesus! Ele entende mais do que ninguém sobre criação, sementes e potenciais. Ao meditar num tema  tal qual esse, somos levados a imaginar o grande poder de Deus embutido em cada uma das milhares existentes por aí. Lá no Egito, nos dias de José, ele comprou tudo que havia para que pertencesse ao o Faraó, incluindo as pessoas e deu a elas alimento e SEMENTES. Esse é o melhor e mais assertivo meio de propagar e difundir a criação de algo novo e dar continuidade. Aquelas pessoas receberam o potencial de recomeçarem suas vidas, eles teriam que semear e desenvolver todo o ciclo de vida e repetir isso por quantas vezes tato quanto possível. Esse princípio também aparece na vida espiritual, individua e coletivo para os filhos de Deus. Muitas das nossas necessidades são supridas por Deus através de sementes que nos são dadas. Voce já imaginou que muitas sementes servem também como alimento e fazem parte da dieta humana? A pessoa precisa ter maturidade para saber diferenciar a semente da porção alimentar, senão ele come as sementes que foram dadas para multiplicar e o futuro é lastimável e de penúria, porque não utilizou corretamente o que lhe foi confiado. “E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará. Ora, aquele que dá a semente ao que semeia, também vos dê pão para comer, e multiplique a vossa sementeira, e aumente os frutos da vossa justiça” (2 Co 9.6,10). Lidar com sementes exige ciência e aprendizado, que quanto mais esmero, mais produtividade. O texto de Isaías 28 nos versos finais tem lições muito interessantes sobre esse ensinamento; destaco aqui apenas uns poucos versos: “Porventura lavra todo o dia o lavrador, para semear? Ou abre e desterroa todo o dia a sua terra? Não é antes assim: quando já tem nivelado a sua superfície, então espalha nela ervilhaca, e semeia cominho; ou lança nela do melhor trigo, ou cevada escolhida, ou centeio, cada qual no seu lugar? O seu Deus o ensina, e o instrui acerca do que há de fazer” (Is 28.24-26). O que recebemos como sementes de Deus para servir?

Senhor, obrigado pelas lições e pelas preciosas sementes que me foram confiadas. Espero exercitar a sabedoria necessária para dar continuidade daquilo que está sob meus cuidados. Agradeço a oportunidade de semear também nos coração dos meus amigos e irmãos uma preciosa semente, poderosa e cheia da graça de produzir vida e edificação. Obrigado, por tudo, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s