Compromissos de honra

Meditação do dia: 16/08/2021

“Meu pai me fez jurar, dizendo: Eis que eu morro; em meu sepulcro, que cavei para mim na terra de Canaã, ali me sepultarás. Agora, pois, te peço, que eu suba, para que sepulte a meu pai; então voltarei.” (Gn 50.5)

Compromissos de Honra – Em nossa cultura, com relação à vontade última de uma pessoa, é um tipo de compromisso sério que se não deve romper. Prometeu, tem que cumprir e mesmo que não comprometeu, mas se aquilo era a vontade da pessoa e ele expressou isso, então está valendo também. Jacó havia manifestado o desejo de ser sepultado em Canaã, na mesma sepultura da família, em Macpela, onde já estavam Abraão e Sara, Isaque e Rebeca e Lia, que ele mesmo havia sepultado lá antes de virem para o Egito. Para ele, era como a posse de uma promessa, onde os patriarcas receberam a palavra e fizeram uma aliança, mas a posse definitiva ficaria para os seus descendentes num futuro já determinado por Deus. Então ele, Jacó queria estar ali, na terra onde ele nascera sob promessa, vivera nessa fé e juntamente com seus pais e avós, alimentaram seus corações com a verdade de que seriam de fatos donos daquele território. José era o filho em autoridade na Egito, e capaz de fazer cumprir as promessas de Deus, porque ele também cria e ainda mais, desejava honrar seu pai e viver na certeza de que tudo terminaria como Deus havia prometido. Nós, hoje, não temos uma promessa geográfica, física e territorial para tomar posse ou reivindicar diante de Deus. Nossa parte na herança já está mais adiantada e somos herdeiros de promessas espirituais, modelo e estilo vida com padrões elevados e somos participantes pela fé, de todas as promessas feitas à Abraão, Isaque e Jacó. Fazemos parte da Nova Aliança, celebrada com melhor sacrifício e melhores promessas, porque também temos um melhor sacerdote e agora, pela graça através da fé, somos alcançados com a redenção em Cristo. José estava comprometido com a palavra dada ao Pai, e precisava de permissão para se ausentar para o ritual do sepultamento do corpo de Jacó. Ele voltaria para continuar seu trabalho e seu ministério, ele era importante na engrenagem da administração do império e o próprio Faraó contava com isso. Podemos olhar para essa cena, como precisamos olhar para as nossas vidas que precisam serem retomadas em muitos aspectos, ainda que aquilo não pareça tão espiritual ou tenha uma finalidade ministerial. Mas fazer o que se precisa é um ministério. Servir as pessoas é importante. O autor do livro “Chamados Para Criar,” cita que fazer ou criar produtos e serviços de qualidade é mais importante do que colocar um versículo bíblico na embalagem dos produtos. Demonstramos nossa fé e devoção a Deus e a consciência de nosso chamado, ao fazermos nossas tarefas e nossos produtos que a melhor qualidade e eficiência. A excelência começa com a busca de Deus.

Senhor, obrigado por honrarmos ao Senhor com as nossas vidas e atividades de trabalho, dando um bom testemunho e demonstrando ao próximo a nossa fé e a nossa visão de que tudo está em tuas e que governas com justiça e verdade. Somos gratos pelas promessas e as boas coisas que elas nos trazem. Permanecemos consagrados e desejosos de servir com qualidade, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s