Morreu José

Meditação do dia: 04/09/2021

“E morreu José da idade de cento e dez anos, e o embalsamaram e o puseram num caixão no Egito.” (Gn 50.26)

Morreu José – Aqui poderíamos estar declarando um ponto final na história de uma pessoa e com ela iria todos os argumentos de que a vida é passageira e no final todos morrem e mais cedo ou mais tarde tudo acaba e quem até acaba tudo. Mas não é o nosso caso e nem a história de José. “… o justo estará em memória eterna” (Sl 112.6). Como escrevemos desde o início da saga de José, esse homem é um marco na história do povo de Deus em todos os tempos e como exemplo para qualquer pessoa que aspira andar com Deus em contextos de adversidades e oposições. A vida de José tem todos os ingredientes para abençoar a nós e as gerações que ainda virão, seguindo as mesmas pisadas da fé. Quando lidamos com provações e tentações na vida, podemos aprender com ele pois sofreu, perseverou e venceu provavelmente em mais espectros da diversidade da vida do que a maioria de nós. Todas as pessoas com um histórico de dor e sofrimentos, perdas e traições, ascensão e glórias, sucesso e responsabilidades, pode muito bem se identificar com esse modelo de vida. As pressões interiores que sofremos, (quem não?), as questões familiares de incompreensões, ciúmes e intrigas, que produzem animosidades e até quebra de relacionamentos. Quem teve dificuldades na vida profissional e se viu servindo sem receber justamente por seus préstimos; quem foi humilhado e não teve chances de se defender; quem viu pessoas se apropriarem de suas bênçãos e ser deixado para trás; que já serviu e foi esquecido; quem já foi assediado e traído, ficando por mau e desonesto ou perdeu a credibilidade sem ter como se defender, por era sua palavra contra a do outro e ele tinha muito prestígio e pouco caráter! Ao olhar a Palavra de Deus, medir nossa vida pelos padrões divinos, podemos ver que José era exatamente um ser humano como todos os demais e ainda assim, sua fé fazia a diferença e jamais ele se omitiu ou se esquivou de testemunhar do Deus a quem servia e empenhar a sua honra em falar em nome de Deus. Um dia, sua história mudou! Até aos trinta anos ele sofreu muito e não divisava nada de tão promissor, senão os seus próprios sonhos, que até então nem ele sabia o significado. A virada aconteceu quando ele foi chamado à presença do rei. Ele estava pronto! Podia sair da masmorra e prestar serviço de verdade na corte e não temeu o desafio, ainda que seria para servir e abençoar o povo que tanto o havia maltratado e feito sofrer. Ele servia a Deus antes de servir ao rei e às pessoas. Andar pela fé nos permite agir certo construindo algo que só se revelará por completo mais à frente. Outra lição muito preciosa que aplico aqui e me alegra muito é a atitude de José quando prospera, é honrado e ganha poder e autoridade. Ele ainda continuou sendo José, sendo acessível e abençoador. Na sua vida não houve espaço para amarguras, vinganças e revanches; ele não tinha tempo para dar o troco e fazer mal a quem lhe fizera mal e o prejudicara. Isso significa que a justiça e a bondade que ele desejava receber de quem estava em autoridade, ele praticou quando foi promovido – abuso de poder e uso indevido da sua posição privilegiada não teve espaço no seu coração. Lidar com o poder, a honra e a riqueza não é fácil a menos que o centro da vida dessa pessoa seja ocupada por valores imutáveis e ela tenha uma visão precisa de quem é, de onde veio e para onde vai – ela tem sentido de propósito e missão. O que chamamos de identidade e destino. José morreu aos cento e dez anos; mas não sumiu, não desapareceu, ele continuou influenciando, fazendo história e construindo legados. Trinta anos de vida dura e sofrimento para construir um alicerce para servir e abençoar por oitenta anos. Quem vê um lindo edifício de oitenta andares categoria AAA+ não imagina o tamanho e a capacidade da base que não pode ser vista casualmente. “Porque sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus” (2 Co 5.1). Já ouvi dizer que grande pessoas são medidas da cabeça para cima! Será que faz sentido?

Senhor, obrigado pela minha vida e das pessoas que entraram em contato com ela em todos os tempos e me ajudaram a construir o que sou hoje e manter-me focado na planta original que desenhaste para mim. Oro por sabedoria e graça para que essa construção, na qual investistes tanto valor, sirva e cumpra o propósito para o qual fui alcançado e treinado. Oro pelas pessoas ao meu redor que recebem da minha influencia e que ela seja abençoadora e produtiva, para juntos façamos mais e melhor e a tua glória se revele de todas as maneiras para um bem maior. Obrigado pelo investimento, pela graça e pela redenção em Cristo Jesus, no nome de quem oramos para a tua glória, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s