Zilpa, a Serva de Lia

Meditação do dia: 19/09/2021

“E Labão deu sua serva Zilpa a Lia, sua filha, por serva.” (Gn 29.24)

Zilpa, a Serva de Lia – Estamos meditando e aprendendo com a vida de mulheres maravilhosas que ficaram na historia do povo de Deus, mesmo que por nascimento, não eram originárias da linhagem escolhida, mas de alguma forma, vieram a fazer parte de suas vidas e se tornaram instrumentos providenciais para a formação do povo da promessa e as bênçãos das alianças se tornassem realidade, tal qual as conhecemos. Fica o meu pedido e apelo aos leitores leiam e aproveitem esses texto sempre com um olhar crítico construtivo, mas do ponto de vista histórico, não julguem a moral, a ética e as ações dessas pessoas à luz do nosso modo de vida e padrões atuais. Isso prejudicaria o seu próprio entendimento da história como história e também porque uma das boas razões por estudarmos a história é justamente para que os erros do passado não voltem a ser repetidos no presente. Algumas culturas e costumes ficaram no passado bíblico e por mais difícil que nos seja imaginar, mas ainda no século 21 há algumas culturas e povos em que alguns dessas práticas são “normais e legais;” como já escrevemos antes, tudo o que sabemos não é tudo que existe! Hoje discorreremos sobre Zilpa, outra mulher importante na história bíblica e com poucas vezes mencionada, quase que exclusivamente no livro de Gênesis. Seu nome apresenta algumas significações que variam, mas bonitas e interessantes: Tradicionalmente atribui-se a este nome os significados ‘gota‘ e ‘gotejar‘, mas existem outras leituras que aplicam sentidos mais metafóricos como ‘persistência‘ ou ainda ‘perseverança‘, ressaltando a importância que a própria fé indica sobre continuar acreditando e agindo de acordo com os preceitos do Senhor. Zilpa também faz referências às perfeições que a natureza enquanto obra divina apresenta aos homens para que a vida deles possa ser melhor.Por essas características como “persistência” e “Perseverança” também encontrar-se há o significado de “A Vencedora.” Estamos diante de outra personagem bíblica que teve a sua vida marcada por decisões sobre as quais ela não tinha nenhuma força ou poder de controlar seu destino e mesmo assim, elas construíram um legado inestimável para o tempo e a eternidade. Zilpa era uma serva de Labão, o pai de Lia e Raquel, sendo ele também tio e sogro de Jacó. Dentro dos padrões de costumes e cultura do seu tempo, ela  foi dada de presente de casamento para Lia. Então inferimos que ela era de confiança e da intimidade da família, vinda à partir do casamento da filha de seu senhor, servir como dama de companhia ou mesmo uma serviçal doméstica. Não há nenhum registro de conflitos entre a serva e sua senhora ou outros membros da família, o que nos remete a entender que ela sabia o seu lugar e o seu papel e como tal, fez o seu melhor. Anos mais tarde, após Lia  ficar um longo perigo sem gerar novos filhos com Jacó, além dos quatro primeiros filhos e vendo a competição com a irmã Raquel, que era a esposa amada e preferida de Jacó, Lia apelou para os recursos costumeiros do seu tempo, que permitia que nesse propósito de gerar filhos ou mais filhos, a esposa poderia concordar ou providenciar uma concubina, que seria como uma outra esposa sem os mesmos direitos de esposa e os filhos nascidos seriam contados como do casal  e com os devidos direitos de filiação e herança. Foi assim que Zilpa deu a Jaco e a Lia dois filhos, Gade e Aser, que se tornaram dois patriarcas ou duas tribos da nação de Israel. Assim sendo, a contribuição de Zilpa foi deveras muito importante e determinante para a história do povo de Deus. Nossa aplicação espiritual e moral para os nossos dias, quando militamos aqui na terra como Igreja, o novo povo de Deus, podemos entender e aceitar que os propósitos eternos de Deus, podem ser plenamente realizados através de nós, ainda que isso aconteça de forma que não vejamos como o modo convencional ou natural das coisas acontecerem. Valorizamos a importância da pessoa com sua integridade e direitos e temos isso como uma bênção de Deus; mas quando algo indesejado, não planejado ou mesmo um ato grave altera o curso de uma vida, podemos crer no amor e na capacidade da redenção de Cristo para reconstruir vidas e refazer a história da pessoa. Também quando alguém ainda não conhece bem os caminhos do Senhor e cometeu erros que mudaram seus planos e sonhos, ainda assim Deus é fiel e salva, liberta e transforma tudo o que estava destinado a ser uma tragédia em uma vida de bênçãos, alegrias e muito louvor para a sua glória. Deus pode consertar qualquer vaso quebrado, é só levar a ele os cacos. Não fique vivendo e remoendo o seu passado e as oportunidade perdidas, construa uma nova história e viva o melhor de Deus para você; pode ser que sua atitude faça com que sua nova vida seja ainda mais cheia de significados do que se nada precisasse ser restaurado. A vida de Zilpa pode nos ensinar que a persistência é a maior virtude daqueles que têm a Fé como norte de vida.

Pai nosso que estás nos céus, verdadeiramente seja santificado o teu nome agora e sempre em nossas vidas, pelas escolhas que fizermos e pela vida que podemos viver para tua honra e louvor, abraçando os nossos desafios e aceitando com humildade as nossas poucas capacidade de fazer sucesso por nossos próprios esforços, mas podemos confiar que os pensamentos são muito mais elevados do que os nossos e os teus caminhos mais altos e melhores do que os nossos; então conduza-nos pelas veredas direitas por amor do teu nome; vê se há em nós algum caminho mau, e guia-nos pelo teu caminho eterno. Oramos em fé no nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s