Suspiro Pela Servidão

Meditação do dia: 08/12/2021

“E aconteceu, depois de muitos dias, que morrendo o rei do Egito, os filhos de Israel suspiraram por causa da servidão, e clamaram; e o seu clamor subiu a Deus por causa de sua servidão.” (Êx 2.23)

Suspiro Pela Servidão – Já ouviram falar sobre o elefante na sala? É uma metáfora para falar sobre problemas que incomodam muita gente mas que as pessoas diretamente afetadas não agem para solucionar. Alguém trouxe para casa um elefantinho muito bonitinho, engraçado e carente de cuidados; o colocaram dentro de casa e ali ele ficou e foi criado a ponto de não poder mais sair da sala porque não passava pelas portas. Como era manso e inofensivo como animal de estimação, ali ficou; mas incomodava e limitava as ações da família naquela sala. Não dava para comer, ver TV, conversar ou descansar ali, sem falar no mal cheiro e etc. Todos se sentiam incomodados, mas ninguém fazia nada. Um dia alguém perdeu a paciência e assumiu que hoje esse elefante sai da sala, mesmo que tenhamos que derrubar uma parede, e assim foi feito. Um dia alguém tem que se indignar e reagir contra a presença constante do mal, do erro ou das coisas que atrapalham e estão no lugar que não deve estar. Estamos falando de pecados na vida pessoal, na igreja, atitudes erradas como crimes e violência doméstica e familiar; abusos de toda e qualquer espécie; chantagens, maus tratos, injustiças e tudo o que você puder imaginar de ruim que se aloja e todos sabem que aquilo existe, está no lugar errado, ninguém aceita mas também não estão indignados o suficiente para dar um basta! Temos exemplos disso na história bíblica: O Sacerdote Eli tolerava o mal comportamento dos filhos: “Eram, porém, os filhos de Eli filhos de Belial; não conheciam ao Senhor. Era, pois, muito grande o pecado destes moços perante o Senhor, porquanto os homens desprezavam a oferta do Senhor. Era, porém, Eli já muito velho, e ouvia tudo quanto seus filhos faziam a todo o Israel, e de como se deitavam com as mulheres que em bandos se ajuntavam à porta da tenda da congregação. E disse-lhes: Por que fazeis tais coisas? Pois ouço de todo este povo os vossos malefícios. Não, filhos meus, porque não é boa esta fama que ouço; fazeis transgredir o povo do Senhor” (2.12,17,22-24). Na continuidade do texto, Deus adverte esse velho pai que honra os filhos mais que a Deus e não teve pulso para corrigir e disciplinar, a ponto de perder os filhos para a morte num mesmo dia. O Rei Davi também foi muito tolerante com os filhos, que produziram muitas ações ruins como imoralidade, assassinato e tentativas de golpes para destronar o próprio pai. Na nossa meditação de hoje, vemos que os hebreus lá no antigo Egito, foram sendo oprimidos e maltratados, até que não suportavam mais e suspiraram e tomaram a iniciativa de clamar a Deus por libertação. Eles não gostavam de serem escravizados, mas se acomodaram com a servidão e o sofrimento. Para nós fica a lição sobre até quando iremos suportar o pecado, o erro, a escravidão a uma condição ruim de vida, iremos tolerar vícios e abusos. Somos filhos de Deus e fomos chamados para viver uma condição de vitória e bênçãos em todos os aspectos de nossas vidas. Acomodar-nos com menos do que isso é um pecado contra a nossa inteligência e contra a soberania de Deus, o nosso Senhor. Jesus ensinou que não podemos servir a dois senhores (Mt 6.24), então se já somos servos de Deus, fomos comprados e libertos por Cristo, não podemos aceitar outro tipo de senhor dominar-nos e escravizar-nos. Aqui sim, precisamos ser reacionários e dizer: Chega!

Senhor, foi para a liberdade que fomos comprados e aceitos por ti; não podemos concordar com a escravidão a nada e a ninguém, porque fomos comprados por um bom preço e somos propriedades do Senhor. Permita que tenhamos uma atitude corajosa e honesta em relação à tudo que contraria os teus propósitos. Clamamos por ajuda, socorro e livramento da tua parte. Não aceitamos o pecado como normal ou aceitável, não toleraremos os vícios e as práticas nocivas ao nosso relacionamento de comunhão com o corpo de Cristo, oramos por coragem e determinação, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s