Entre e Fala à Faraó

Meditação do dia: 24/05/2022

“Falou mais o Senhor a Moisés, dizendo: Entra, e fala a Faraó rei do Egito, que deixe sair os filhos de Israel da sua terra.” (Ex 6.10,11)

Entra e Fala a Faraó – Um dos pressupostos básicos de servir a Deus é poder fazer exatamente o que ele ordena, sem precisar se preocupar com os resultados, porque estes estarão à cargo dele e como sabemos, Ele não falha e não deixa sua Palavra cair por terra ou voltar vazia sem fazer aquilo para o que foi enviada. Andar em obediência é andar pela fé e isso faz com que o servo de Deus possa agir e realizar grandes coisas sem a preocupação se ele dá conta ou não, porque já sabe de antemão que não dá; mas quem deu a ordem pode fazer acontecer. Assim como ninguém nasce sabendo, exceto as coisas instintivas biológicas, que fazem parte do kit de sobrevivência e instinto de preservação; no mais, vamos aprendendo à medida que andamos; sendo assim, quanto mais andarmos, mais aprenderemos. O relacionamento com Deus é progressivo e precisa de investimento de tempo e qualidade, para que os resultados sejam bons e crescentes em todo tempo. Na figura de linguagem, ou simbolismo bíblico, Faraó é um poder, uma autoridade de um reino. Literalmente, era um homem, o rei do Egito. Espiritualmente, é um inimigo espiritual, que oprime, maltrata, subjuga o povo de Deus e não quer aceitar ordens e sugestões, especialmente as que aludem a libertação de seus escravos. Para um opressor, escravos são mão de obra barata e sem que tenha que assumir responsabilidades por eles, então, eles tem utilidade enquanto produtivos, depois são descartáveis. O pecado faz isso com as pessoas, as atraem e iludem-nas com falsas promessas e depois ficam presas e sem condições de se libertarem por suas próprias forças. O pecador precisa ser salvo de sua condição de vida. Como está vendido ao pecado, precisa que seja pago um preço por sua redenção, e nenhuma outra pessoa tem essa condição, senão Deus através de Jesus: “Nenhum deles de modo algum pode remir a seu irmão, ou dar a Deus o resgate dele. (Pois a redenção da sua alma é caríssima, e cessará para sempre), para que viva para sempre, e não veja corrupção” (Sl 49.7-9). Exatamente por isso que precisamos de Jesus como nosso salvador pessoal. O que ele fez é suficiente. Devido ao alto valor que tem uma alma (pessoa), Deus insiste com Moisés para que volte e fale com Faraó para que deixe o seu povo ir. Nós somos o Moisés de Deus na atualidade, proclamar ou pregar o Evangelho às pessoas e desafiá-las a quererem a salvação oferecida é nossa tarefa e não podemos desanimar, desistir devido a cara feia do Faraó. Não podemos aceitar que a perda de uma vida seja razoável. Como igreja, não podemos nos contentar em cuidar de nós mesmos que já estamos dentro e fechar os olhos às necessidades e os ouvidos aos clamores das vidas escravizadas, embora elas mesmas digam que estão muito bem, obrigado e que não pretendem mudar de religião. Não estamos oferecendo religião nova, melhor ou alternativa. Sabemos o valor delas, sabemos o quanto Deus as ama e temos uma ordem de pregar a elas, seja a tempo ou fora de tempo. Então, entremos, falemos a Faraó que Deus vai libertar essas pessoas, queira ele ou não, coopere ou não! Jesus morreu por elas!

Senhor, obrigado por tão grande salvação e acessível a todos que estão presos e escravizados pelo adversário. Somos teus filhos e temos a palavra da reconciliação para proclamar a eles e o faremos no poder do Espírito Santo. Oramos por sabedoria, discernimento e poder de Deus se movendo em nós para fazermos o trabalho. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s