Coisas de homem e coisas de Deus

Nm 23.19 “Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele prometido, não o fará? Ou, tendo falado, não o cumprirá?

Coisas de homem e coisas de Deus – Esta é uma preciosidade em termos de verdades reveladas. Sabemos que Deus não é homem, sempre soubemos! Mas ao se revelar ao “profeta de plantão” Deus faz questão de que este homem de caráter não tão confiável, revele ao rei que o contratou, que Deus é sério, tem caráter e personalidade muito bem definidas e não é qualquer oferendazinha de sete boizinhos magros que vai lhe mudar a palavra e a promessa. Os homens mudam muito de opinião, mudam suas promessas, mudam, mudam o tempo todo, ao sabor das conveniências pessoais ou corporativas. Sempre que percebem um novo modo de lidar ou facilitar eles já estão de mudanças. Até afirmam, que “a única coisa estável na vida são as mudanças!” Que bom que Deus não muda! Isso é a base do nosso relacionamento com Ele. Sua imutabilidade nos faz sentir seguros que lidamos com algo que é confiável. Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso, vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos.(Ml 3.6). Imagina, se Deus mudasse de opinião cada vez que pisássemos na bola? Se Ele deixasse de honrar sua Palavra, porque alguém resolveu não ser fiel? Tiago disse algo muito precioso que nos serve de corrimão espiritual. Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança. (Tg 1.17). Também quero deixar minha posição, que o Senhor não está abrindo permissão para que os homens mintam e mudem à vontade, porque isso é coisa de homem mesmo. Há homens e há “homens” – especialmente homens com os quais Deus celebrou uma aliança, afiançada por Cristo e seu sacrifício no Calvário. Esses, são especiais, comprometidas em se tornaram mais e mais parecidos com o caráter do Pai e a quem desejam agradar. Usar a desculpa de que somos humanos e até mesmo Deus reconhece que somos falhos, não é o caminho de quem tem uma vida transformada e cheia do Espírito Santo, que veio para guiar à toda a verdade. O pecado e o erro na vida do cristão é um acidente, uma casualidade, que trabalhamos arduamente para evitar que se repita. Viver deliberadamente em pecado, não é andar na luz.Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado.(I Jo 1.7). Somos homens, mas homens de Deus! Somos do bem, somos da luz, sempre!

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s