Troca de Presentes

Meditação do dia 22/10/2015

I Sm 18.4E Jônatas se despojou da capa que trazia sobre si, e a deu a Davi, como também as suas vestes, até a sua espada, e o seu arco, e o seu cinto.”

Troca de presentes – Fiz uma escolha e tomei como um valor importante para minha vida, cultivar amizades. Gosto de fazer novos amigos; gosto dos velhos amigos e conservo minhas amizades; é um tesouro, uma riqueza que não se mede em valores financeiros ou bens materiais. Na minha adolescência e juventude, fiz muitas amizades por todo o Brasil, através de troca de correspondências, cartas, à moda antiga e pude conhecer pessoalmente e visitar várias delas e algumas ainda somos amigos e mantemos contato até hoje. Na Bíblia, a história de Davi e de Jônatas, é um exemplo disso, amizade fiel, verdadeiros irmãos; alguns até tentam empurrar isso para ir além disso, com conotações imorais e pervertidas. Esse verso escolhido hoje, me faz ver o que há de mais precioso na fé cristã e no andar com Deus. Um deles aqui, no caso, Davi, havia realizado um grande feito, e se tornou herói nacional e esse feito de derrotar o gigante Golias, o tornaria conhecido no mundo todo de geração em geração; esse feito e contado, recontado, virou literatura, filme, seriado, palestra motivacional e uma infinidade de coisas boas. Mas ali, naquele dia, Davi ainda era um “ilustre desconhecido;” era um jovem, que fez algo inédito e incrível; mas era apenas um homem, simples, de família comum, de poucas posses. Como eu e você, como qualquer ser humano, pecadores diante de Deus e carentes da graça de Deus. Lá, depois da audiência com o rei, o príncipe herdeiro, Jônatas, o recebeu e o tratou como amigo ali iniciou-se um relacionamento de amizade de muito significado. O nobre e o plebeu – Embora Davi já tivesse sido ungido e separado por Deus para ser o futuro rei de Israel, ele ainda estava vivendo como plebeu, com direitos reais, mas na prática era  apenas um súdito humilde. Naquele encontro, ao celebrar uma aliança de amizade, era costume se trocar presentes e isso foi feito; Jônatas deu a Davi a sua capa, vestes e “até” a sua espada. Não era qualquer capa, qualquer veste e nem qualquer espada – eram objetos de um príncipe, feitos com exclusividade, artesanal, sob encomenda com o que havia de melhor em termos de material e arte; Só um príncipe possuía tais coisas, e agora Davi, porque ganhara do seu novo amigo, o príncipe. O que Davi deu a Jônatas? Nada, ele não tinha nada para oferecer; ele era um adolescente, nem a idade militar ele tinha atingido; ele não tinha dinheiro, joias, nada, ele cuidava das ovelhas do pai, portanto não podia oferecer nada ao príncipe, que tinha de tudo. Mas isso não importava para Jônatas. Como Davi nos representa, Jesus é o nosso príncipe; Ele nos oferece tudo que ele tem, incluindo sua própria vida. O que temos para oferecer em troca? Nada! E ele não faz questão, pois “Porque pela graça sois salvos através da fé e isso não vem de vós é dom de Deus” (Ef 2.8) Na Aliança que Deus fez conosco em Cristo, Ele ofereceu tudo, porque ele tem tudo e nos recebeu sem nada de contrapartida, porque não temos nada; mas podemos ser fiéis a essa amizade e a esse relacionamento. Mais tarde, Jônatas admitiu, que ele seria Davi o legítimo rei, escolhido por Deus e ele teria prazer em servir e auxiliar a Davi, isso só não aconteceu porque a insensatez do rei Saul, levou Jônatas à morte em campo de batalha. Jesus é o rei eterno e nós já estamos selados para reinar com ele. Nosso relacionamento com Jesus tem futuro promissor! Viva isso!

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s