Um Ex-morto

Meditação do dia 28/12/2015

2 Rs 8.5 “E sucedeu que, contando ele ao rei como ressuscitara a um morto, eis que a mulher cujo filho ressuscitara clamou ao rei pela sua casa e pelas suas terras. Então disse Geazi: Ó rei meu senhor, esta é a mulher, e este o seu filho a quem Eliseu ressuscitou.

Um ex-morto – Pessoas morreram e nunca mais serem vistas, é o normal em todo tempo e lugar; agora, alguém morrer e ser ressuscitado e continuar a viver, já não é comum, é algo raro. Pessoalmente, conheço um caso, mas sei que na história do cristianismo, em alguns lugares, isso é mais comum do que imaginamos aqui no Brasil, por exemplo. O secretário do profeta Eliseu, estava numa audiência informal com o rei e na conversa, surgiu o assunto dos feitos mais renomados ou miraculosos realizados pelo profeta, e quando o moço falava de um garoto que fora ressuscitado, a conversa teve que ser interrompida porque havia uma audiência agendada em que o rei receberia uma senhora, para tratar de assuntos legais de suas terras e o rei permitiu a presença do jovem e foi aí que a surpresa se revelou – a senhora da audiência do rei, era exatamente a mãe do garoto que fora ressuscitado por Eliseu e ela se fazia acompanhado do filho. A audiência tomou outros rumos, porque o rei ouviu novamente a história, agora do ponto de vista da mãe que passara por aquela aflição e ali estava a prova viva da manifestação do poder de Deus. Ela foi favorecida pela gentileza e generosidade do rei na sua causa. Isso, nós chamamos de “testemunho de vida!” O apóstolo São Paulo usou um linguajar semelhante, para ensinar sobre a grande obra de Deus na vida de uma pessoa, ou melhor, de todos nós, pois como pecadores, estamos perdidos e sem nenhuma chance de mudanças tal qual um morto, teria de mudar sua situação. Escrevendo aos Efésios, ele disse: “Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus;” (Ef 2.5,6). Então, já estivemos mortos, ou seja, separados de Deus e dos recursos espirituais que podem nos manter em  estreita relação com o Pai. A intervenção de Cristo na nossa história é que fez toda a diferença. Agora podemos comparecer diante do rei (Deus) e reivindicar graça e misericórdia, porque recobramos nossos direitos. O moço de Eliseu estava contando ao rei os grandes feitos do seu senhor. Veja a importância de testemunharmos para as pessoas sobre os grandes feitos do nosso Senhor; sobre o que ele tem feito não só para nós, mas também para outras pessoas! Aquele testemunho, abriu as portas para aquela família. O testemunho do que Deus tem feito na sua vida, a sua família, pode abrir portas e abençoar pessoas. Não perca oportunidade de falar das coisas boas que tem acontecido contigo ou perto de você! Se você também, é um ex-morto, mas Deus te deu vida nova e abundante, conte isso, dê o seu testemunho!

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s