Tempo de Boas Notícias

Meditação do dia 27/12/2015

2 Rs 7.9 “Então disseram uns para os outros: Não fazemos bem; este dia é dia de boas novas, e nos calamos…

Tempo de boas notícias – O melhor tempo para se ouvir boas notícias é exatamente quando as coisas não vão indo bem. Boas notícias são sempre reconfortantes! Boas notícias trás alívio e esperança. Ser portador de boas notícias é muito gratificante. Esta história é uma lição de vida e quando os personagens tiveram que fazer escolhas e compartilhar com outros, aquilo que eles encontraram e poderiam ter retido e desfrutado a sós. O contexto é o seguinte: A cidade estava cercada por exércitos inimigos, que usaram a muralha da cidade contra ela mesma. Era difícil ultrapassar e invadir para saquear e destruir; então resolveram ficarem acampados em redor e deixar que a população entrasse em colapso por falta de abastecimento e suprimentos, forçando-os assim a abrirem os portões e permitirem a invasão quando já não tinham mais condições de resistir e lutar; seriam presas fáceis. A fome, a sede, foi tamanha que o desespero chegou e não havia perspectivas de solução e o plano do invasor estava dando certo. O que diriam os críticos da fé? De onde viria o socorro? Quatro homens leprosos, excluídos, marginalizados da sociedade, que viviam fora das muralhas, condenados pela doença e a segregação, também tinha seus problemas agravados, pois a possibilidade da generosidade e caridade de alguém levar-lhe alguma coisa também não existia. Eles conferenciaram entre si e partindo da realidade nua e crua, agiram. A conclusão deles foi simples, única e clara: Somos leprosos, condenados a morrer e a fome está antecipando nossa sentença; aqui fora e lá dentro para nós não há diferença – a diferença está no acampamento do exército inimigo, que tem comida, água e abrigo, ou uma morte mais rápida que a causada pela fome. Vamos pra lá! E foram. Deus já havia entrado com providencias e eles seriam os portadores da boa notícia. Não encontraram ninguém e o acampamento abandonado às pressas, e fartura de comida, bebida, e bens e riquezas que eles jamais imaginariam possuir ou mesmo ver. Claro, fizeram a festa e esconderam bastante e então a ficha caiu! Somos portadores de uma notícia que vai salvar uma cidade inteira e estamos aqui pensando só em nós mesmos! Foi aí que as coisas mudaram, para eles e para os outros, incluindo o rei. Por muitos anos este texto me intrigou, porque quando ficamos concentrado unicamente em nossos próprios problemas, na nossa realidade, achamos com toda razão que somos os mais miseráveis de todos e que ninguém mais se importa com a gente ou talvez não queiram se importar, porque eles também tem seus próprios problemas. O inimigo é comum a todos. Dentro ou fora das muralhas que construímos para proteger, elas podem servir de prisão e causa de nossa ruína e perdemos para nós mesmos e assim somos derrotados por um inimigo que vencerá sem sequer lutar. Sem saber do agir de Deus, a ignorância pode ser tão letal quanto qualquer espécie de mal. Ou esquecemos nossa miséria e decidamos ser portadores da graça de Deus ou pereceremos com os que não tem esperança. Saia dessa depressão! Saia dessa amargura! Saia dessa falta de perdão! Deixe de ficar acusando a vida de ter sido cruel, dura e implacável com voce! Deus já espantou o inimigo faz tempo! Troque o discurso, vire a página e se for pouco, troque o livro! Você é o que é, só enquanto aceita ser isso. Deus não tem que fazer as coisas do jeito que você imagina, ou pensa que Ele tenha que fazer! Reaja!!!! Hoje é dia de boas novas e não é tempo de se calar, tem gente, muita gente dependendo de sua mudança de atitude, até o rei!

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s