Tempo de Fazer Alianças

Meditação do dia 31/12/2015

2 Rs 11.17 “E Joiada fez uma aliança entre o Senhor e o rei e o povo, para que fosse o povo do Senhor; como também entre o rei e o povo.

Tempo de fazer alianças – Chegamos ao final de mais um ano, estamos em mais um 31 de Dezembro, e agora? Já virou moda pelo menos dizer que tá na hora de fazer um balanço geral do ano que acabou e fazer os planos para o novo ano. Mas não vivemos de moda, e sim da realidade nua e crua. Mais do que fazer promessas que nunca realizamos, uma sugestão interessante é copiar a experiência do sacerdote Joiada ao coroar o rei Joás, ele promoveu uma aliança geral e ampla, entre Deus, o rei e o povo e entre o rei e o povo. Deus é Deus e já sabemos o seu papel e sua importância. O povo aqui, representa a mim e a você, e nossa primeira aliança tem que ser com Ele, é a partir dessa pedra fundamental que encaixamos todas as outras coisas da nossa vida. O rei representa autoridade, e nesse caso, pode ser tanto autoridades imediatas, próximas, como pai, mãe, patrão, chefe, líder e até as autoridades legais constituídas oficialmente, como as da cidade, do estado ou da nação. A vida em sociedade exige relações comprometidas para bem de todos, assim todos temos que contribuir mas também receber contribuição dos demais. Mas uma aliança extraordinária que precisa haver, é entre o rei e o povo. Lá, naquela ocasião, o país estava sendo governado a um bom tempo por uma rainha má, perversa, assassina, que para assumir o trono, fez uma limpeza genocida na família real, quando o rei era seu próprio filho, que fora morto em combate. Esse novo rei fora um sobrevivente ainda bebê, preservado do massacre, por sua irmã, que era esposa do sacerdote. Então, a vida e a história de Joás é de alguém muito parecido com a de muitos de nós, verdadeiros sobreviventes e assim como dependemos da misericórdia de Deus, ele dependeu da bondade e generosidade da irmã e do cunhado, que estavam em posição de autoridade nas condições adequadas para lhe oferecer abrigo e proteção e encaminhá-lo para cumprir seu destino. Ao assumir o trono com sete anos de idade, ele precisava muito contar com pessoas confiáveis, não só para governar, mas até mesmo para sua sobrevivência. Olhando para o caminho que percorremos até aqui, podemos testemunhar que tivemos que contar com apoio e generosidade de pessoas que nos ajudaram; portanto não vencemos sozinhos. Se nossos empreendimentos deram certos, tivemos lucros ou bons resultados, isso também teve a colaboração de equipes e seria bom reconhecermos suas contribuições e seus valores para o sucesso de todos. Vocês que leram minhas meditações durante esse ano, ou parte dele, trago meus agradecimentos e quando alguma delas fez sentido e abençoou sua vida, para mim, valeu a pena, pois cada uma delas, são como sementes que lanço todos os dias, e obrigado por acolher com um coração desarmado e desejoso de se edificar. A grande alegria de alguém que escreve alguma coisa é saber que alguém o está lendo, e assim sendo, isso tem me trazido muita satisfação e incentivo para continuar. Alguns amigos tem procurado me incentivar a publicar essas ou algumas dessas mensagens e tenho orado por uma ocasião e condições oportunas, creio que no devido tempo, algo deve acontecer e que seja bênção. Um fraterno abraço e que Deus seja contigo e com sua família nesse novo ano, com muita paz e sabedoria para enfrentarmos e superar todos os obstáculos. Crise, é sinônimo de oportunidade! Ventos contrários também levam o barco para frente, só preciso saber manejar as velas!

 

Pr Jason

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s