Arrependimento por Identificação

Meditação do dia 28/03/2016

Ed 9.6 E disse: Meu Deus! Estou confuso e envergonhado, para levantar a ti a minha face, meu Deus; porque as nossas iniqüidades se multiplicaram sobre a nossa cabeça, e a nossa culpa tem crescido até aos céu.”

 Arrependimento por identificação – Oramos por uma cidade, um estado, uma nação da mesma forma que oramos por uma pessoa. Intercedemos pela nossa pátria como intercedemos por uma pessoa em necessidade. Há instruções na Bíblia sobre orar pela nossa nação, pela nossa cidade e pelas nossas autoridades, isso, tanto no Velho Testamento quanto no Novo. Um elemento muito importante na prática da oração, é a reconciliação com Deus, ou seja, tratar do pecado que estamos conscientes e até mesmo pedir ajuda do Espírito Santo para sondar nossa mente, emoções e todo o nosso íntimo e nos guiar a uma condição  de consciência e também nos levar ao arrependimento e confissão, para sermos perdoados e purificados com base no sacrifício de Cristo na cruz. Quando vamos interceder pela nossa cidade, estado ou nação, isso tem que ser levado em consideração. O intercessor, aquele que se coloca na brecha, precisa se importar à ponto de identificar com a situação toda. Como cristão, sou comprado e estou coberto pela redenção que há em Cristo e também tenho acesso à sala do trono, que é onde entramos para orar em favor do nosso povo e da nossa nação. Pessoalmente, não pratico e não me envolvo com muitos dos pecados grosseiros que é praticado por esse Brasil à fora; desde idolatria, feitiçaria, injustiça social, escravidão, mortes e chacinas e etc. Mas como sou brasileiro, eu faço parte do quadro nacional e sou igualmente responsável e se desejo a ação de Deus para mudar a presente situação, é preciso identificar-me com os pecados da minha nação e confessá-los e assumi-los como se eu mesmo os houvera cometidos. Vemos isso com Daniel, orando e confessando a Deus os pecados dos israelitas, causa do cativeiro e lá estava ele em terras estranhas, como parte de uma nação sob juízo divino. Ele se arrependia e se assumia como pecador de todos as práticas que ele descrevia. Aqui vemos também Esdras em desespero, atônito, prostrado no chão por quase um dia inteiro, quando se tornou consciente de um relatório triste e vergonhoso da conduta daqueles mesmos israelitas que acabaram de voltar do cativeiro e agora já envolvidos nas mesmas práticas que os levaram para o exílio. Esdras se pôs de joelhos e de mãos levantadas e muita vergonha diante de Deus. E uma das razões para tanto, é que ele era sacerdote, vindo para ensinar ao povo a Lei de Deus e restaurar o culto e a nação. Ele sabia de seu potencial, de sua honestidade e dedicação no seu trabalho, mas o relatório que lhe veio à mão, mostrava resultados exatamente oposto a tudo isso. Era desesperador. Eu sei, porque passei por isso no ministério. É frustrante, a gente se sente muito incompetente. Mas, a prostração e a frustração deve levar a pessoa e a igreja para uma postura diferente, realista, mas consciente que em Deus há misericórdia e graça. Você tem se incomodado com sua cidade, bairro, com o Brasil? Para sua intercessão ser eficiente, você precisa se identificar com essas praticas pecaminosas e nocivas que tanto ofendem a Deus e pelo seu acesso ao sangue de Jesus, pedir e recebeu perdão e purificação, para carregar esse fardo e assim a obra redentora de Cristo chegar a esses pecadores.

 

Senhor Deus de santidade e justiça, estou também, como Esdras, enojado com a condição do meu povo, onde o Senhor me colocou para pastorear e apresentar o teu amor e grande sacrifício de Jesus, disponível a todos. É muito triste ver toda sorte de pecados sendo praticados e até comemorados como coisa boa. Se eu que vejo pouco já me entristeço, o que dizer de ti, que tudo vês e tudo sabes? Assim, só resta concordar com tua santidade e justiça e aceitar que o juízo que sobrevém a nós, de fato merecemos. Pai, me apresento como brasileiro, e me penitencio por toda sorte de injustiça, corrupção e depravação que temos praticado diariamente em todos os cantos da nossa terra. Peço misericórdia em favor de tantos desamparados, desassistidos e abandonados em sofrimento, enquanto nossos príncipes se banqueteiam regaladamente com os recursos de amenizar a dor e o sofrimentos de tantos carentes nas ruas, hospitais, desempregados e sem esperança. Perdoa, Pai, e restaura a nossa sorte. Levanta mais intercessores para estar na brecha, orando, sustentando e não assistindo a queda e fazendo mais politicagem e zombaria. Em nome de Jesus, socorre-nos. Amém!

 

Pr Jason

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s