O Homem Bem-aventurado 2

Meditação do dia 22/09/2016

Sl 112.10 “Louvai ao SENHOR. Bem-aventurado o homem que teme ao SENHOR, que em seus mandamentos tem grande prazer.

 O Homem Bem-aventurado 2 – O Salmo primeiro apresenta um homem bem-aventurado, e ali uma das causas dessa felicidade abundante é o prazer na Palavra de Deus e sua aplicação constante. Aqui, vem uma outra versão de homem bem-aventurado e também está diretamente ligado ao prazer nos mandamentos de Deus. Já vimos, que a Bíblia se vale de muitos títulos e nomes diferentes, que se aplicam a Palavra de Deus. Ela é realmente um conjunto de mandamentos, estatutos, preceitos, juízos, leis, ordenanças e alguns outros. Religiosamente, as pessoas reduziram o relacionamento com Deus à obediencia aos dez mandamentos, o que é um grande e absurdo erro, pois eles são apenas um resumo da lei moral dada ao povo de Deus. A nossa vida é bem mais complexa para ser abrangida e regulamentada por um código de dez itens, que ainda sofreu uma emenda inconstitucional de resumo do resumo, para apenas dois mandamentos e que em síntese, facilitaria o cumprimento. Mas a verdade é que não estamos servindo a Deus de forma espiritual, madura e familiar com uma cartela na mão e marcando um “X” nos íntens já completados, como fazemos com as listas de compras. Essa também não é a finalidade dos mandamentos dados a nós da parte de Deus. Somos mais que especialistas em burlar e manipular regras, e fazer do nosso jeito e ainda nos justificarmos alegando que estamos certinhos. Hoje quere encaminhar minha atenção para outro foco, a felicidade pessoal. Vejo nas mídias e também nas vidas ao meu redor, pessoas fazendo as coisas mais estúpidas e abomináveis em nome “da minha felicidade…” Famílias sendo separadas e destruídas em nome do prazer pessoal; depois de anos de casados, filhos grandes, se descobre que não era isso que se queria e agora eu vou lutar por aquilo que me faz feliz – e muitas dessas escolhas tem à ver com irresponsabilidade, imoralidade, infidelidade e auto-gratificação, mesmo que em razão da desgraça e infelicidade de tantos outros. Até mesmo evangélicos, ou religiosos embarcam nesse mesmo bonde e tem a cara de pau de dizer que “Deus se importa com o que sinto!” Sinto muito, mas o inferno vai estar cheio de “gente feliz!” Felicidade não é um FIM em si, ela é resultado natural de se viver de acordo com o MANUAL DO FABRICANTE. Observar as instruções de Deus em sua Palavra, leva a pessoa a se realizar como pessoa e ao mesmo tempo realizar a missão pela qual ele foi colocado aqui. O projeto de Deus é muito maior do que os projetos pessoais temporários de cada um; querer transformar a vida pessoal em projeto definitivo em substituição ao original, é um desastre desastroso. Preste atenção em como viveu, serviu e morreu as grandes pessoas que admiramos, tanto na Bíblia, como na história! Muitos deles viveram em fartura, riqueza, boas condições e muitos viveram em dificuldade, pobreza, sofrimentos e em tantos casos por escolha, para o bem da causa que eles acreditavam e por elas viverem e morreram, mas sua causa e seus nomes estão mais vivos do nunca e em memória eterna. Alguns deles só ficaram conhecidos ou famosos muito tempo depois dos seus dias. Esse salmo fala de alguém que constrói algo maior e mais permanente do que a si mesmo. Ele pensa na “sua semente – na sua geração – prosperidade e riquezas, justiças e bens permanentes – memória eterna…” Não leva em conta o seu momento, o seu prazer, o seu direito, suas reivindicações, como se ele fosse o centro e o fim de tudo. Como pessoas tão egoístas, mesquinhas e centralizadoras esperam viver dias felizes? É quando podemos contemplar “o conjunto da obra” é que podemos ver como a felicidade é real e verdadeira. Fazendo parte do projeto de Deus, eu me torno maior que a mim mesmo.

Não a nós, Senhor, mas ao teu nome seja a glória, como nas palavras do salmo 115; seja sempre bendito o teu nome, por tua sabedoria e capacidade de gerenciar muito mais do uma única vida; o Senhor pode todas as coisas e isso deve me ensinar a confiar e descansar nos teus propósitos que são santos e eternos. Perdoa a minha interferência as vezes indevida no teu trabalhar. Guia-me pelas veredas direitas que o Senhor mesmo traçou. Abra nossos olhos para vermos mais do que as aparências permitem ver, e assim andarmos pela fé em ti. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s