Servos e Senhores

Meditação do dia 03/10/2016

Sl 123.6 “Assim como os olhos dos servos atentam para as mãos dos seus senhores, e os olhos da serva para as mãos de sua senhora, assim os nossos olhos atentam para o SENHOR nosso Deus, até que tenha piedade de nós.

 Servos e Senhores – A primeira imagem que vem à nossa mente quando pensamos em servos e senhores é a de escravos negros subjugados à força sob a vontade de senhores brancos e exploradores. A imagem não é boa! Também fiquei pensando na forma como o texto colocada a situação, de servos observando as mãos do Senhor e servas a olhar as mãos da senhora, preciso ser honesto, que entre as diversas possibilidades do que poderia estar acontecendo, me veio a idéia de castigo, punição; eles iriam levar uns “tebefes.” Então eles estariam com olhares fixos, amedrontados e até em pânico e desespero. A imagem do senhor com um chicote nas mãos e o servo amarrado no troco, ou só atado com peia e jogado no chão diante do castigo iminente. Claro, é uma visão terrível, muito ruim e deprimente. Mas ao seguir com as palavras do texto, essa idéia precisa ser removida da mente, pois ela não se sustenta. A razão do olhar atento dos servos e das servas nas mãos dos senhores, não se trata de correção e disciplina, especialmente de abuso e violência. A idéia está ligado à ensino e aprendizagem levado à efeito por uma senhor e uma senhora bondosa e complacente. Os servos estão atentos pelo desejo e respeito à atenção dispensada a eles por alguém que não precisaria estar naquela situação e condição, compartilhando com os servos suas experiências e transmitindo conhecimento e assim, investindo na vida deles. Chego a esse raciocínio, pela comparação da vida de servos, escravos, com a vida de filhos e relacionamentos que temos com Deus. Somos servos de Deus por opção nossa, sem imposição alguma da parte do Senhor. A própria definição de redenção esclarece isso, pois “redenção é completa libertação por preço pago.” É isso que a Bíblia diz sobre a obra de Cristo a nosso favor: “Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão. Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor” (Gl 5.1,13). Com seu sacrifício Jesus nos comprou como num mercado de escravos e pagou o preço exigido e em seguida nos dá a carta de alforria, garantindo nossa plena liberdade. Por gratidão e reconhecimento do seu sacrifício amoroso, já que a nossa liberdade foi comprada com a sua morte em substituição da nossa, decidimos, que agora livres, podendo escolher a quem servir, então escolhemos entregar nossas vidas e submete-las voluntariamente ao Senhorio de Cristo. Por conhecermos o caráter bondoso de Deus e de Cristo, servir nesses termos é infinitamente melhor do que ser livre, mas incapazes de gerir nossos destinos, o que nos levaria novamente a ser capturados e escravizados pela tirania do pecado. Assim, nossos olhos se fixam nas mãos generosas de Deus, que piedosamente vai estender bondade e misericórdia sobre nós todos os dias.

 

Senhor, eu escolhi acolher no meu coração o teu convite para ir a ti e encontrar descanso e refrigério para a minha alma cansada. Sou grato pela obra da redenção efetuada na cruz, lá no Calvário, pois agora deixei de ser escravo do pecado e livremente posso escolher a quem servir e escolhi a ti e ao teu reino. Sou servo de um pai amoroso e bondoso, que me trata como filho e me permite livre acesso à sala do trono e a viver com dignidade e liberdade. Minha submissão ao Senhor é voluntária, pessoal e definitiva, pois a entrega que fiz é uma aliança eterna, selada com o teu sangue redentor. É nesse nome precioso que me acolho e me refugio. Amém.

 

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s