Um Menino, Um Filho

Meditação do dia 29/12/2016

Is 9.6 “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.                        

Um Menino, Um Filho – Acompanhar o cumprimento das profecias é muito gostoso e ver as riquezas de detalhes que o Pai fez questão de fazer cumprir nos mínimos pormenores, para nos dar toda a segurança de que verdadeiramente o Messias viria e teria todas as credencias para cumprir sua missão. Gosto de pensar nesse menino, nascendo entre nós humanos, pelos mesmos caminhos em que todos os humanos nascem e assim se tornam cidadãos com direitos e responsabilidades. Tento imaginar os riscos de uma concepção numa época como aquela que consideramos de precárias condições sanitárias e de alto número de mortalidade infantil; Ou seja, Jesus correu os mesmos riscos que todos os mortais correm ao virem a um mundo que não é bem um paraíso, mas esse era exatamente o mundo que Deus amou de tal maneira, que deu o seu filho único … Jesus não caiu de paraquedas aqui na terra e se descobriu com superpoderes e assim captou a visão de se tornar um salvador. Jesus veio a este mundo consciente de sua identidade e destino e se preparou para ser o legítimo representante de todos os homens que viviam alienados da graça divina. Um filho foi nos dado, ele já veio com autoridade e governo sobre seus ombros; durante todo o seu ministério terrestre, narrado nos Evangelhos, é nítido a consciência dele sobre seu papel e sua autoridade para cumprir cabalmente a sua missão. Mesmo, lá de Belém, crescido em Nazaré, vivendo entre pessoas humildes, cercado de pessoas necessitadas, carentes, doentes, atormentadas e ao mesmo tempo vigiado pelo poder reinante, invejado por falsos líderes e suas religiões opressoras, odiado pelos poderosos e até ter se tornado inimigo do império, Cristo sempre agiu pública e particularmente como alguém que dialogava com autoridade indiscutível e em nenhuma vez foi suplantado por alguém na demanda. Os testemunhos a seu respeito é que falava e ensinava com autoridade, que até as forças da natureza e as forças malignas se submetiam a ele. Seus discípulos, que foram criados num universo farisaico de fé hipócrita e cheias de regras, fervorosos defensores dos costumes e tradições, em muito pouco tempo, tiveram a plena certeza que Jesus era de fato e de direito, o Messias profetizado nas Sagradas Escrituras proféticas e que ele realmente era Deus, o Deus encarnado que habitou entre nós. O que dizer sobre seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da paz. A quem caberia tais títulos? Sobre quem poderia repousar tal autoridade e poder? Esse é o nome sobre todos os nomes! Esse nome tem poder! Esse nome me pertence! Glória e honra a esse nome! Amém.

Senhor, santificado seja o teu santo nome, que merece toda a nossa adoração e nossa veneração, porque só tu és Deus em cima nos céus, em baixo na terra e em qualquer outra dimensão e lugar, para sempre, tu és rei. Obrigado por ter deixado a tua glória e se tornado um de nós, para que hoje, possamos ser um com o Senhor! Obrigado, ainda eu não entenda tudo, mas eu creio e isso me basta! Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s