Velhos, Velhas, Meninos e Meninas

Meditação do dia 17/08/2017

Zc 8.4,5 – “Assim diz o Senhor dos Exércitos: Ainda nas praças de Jerusalém habitarão velhos e velhas; levando cada um, na mão, o seu bordão, por causa da sua muita idade. E as ruas da cidade se encherão de meninos e meninas, que nelas brincarão.”

 Velhos, Velhas, Meninos e Meninas – Não tenho como não escrever algo sobre esses versos; pois eles fazem parte de um acervo que guardo no meu coração e não porque tem alguma profundidade teológica ou de qualquer outro setor do conhecimento; O meu apreço por esse texto é de longa data e por me fazer entender o valor da obra da redenção no coração das pessoas e especialmente no meu. Quando criança, parte da minha vida foi na roça, em fazendas e parte na cidade e cada um desses locais tem seus atrativos próprios; mas para uma criança, o que importa é se ela pode brincar e quanto mais oportunidades, melhor. Eu brinquei muito e isso foi muito bom. Depois vem a fase de estudar e trabalhar e a diversão diminui e as responsabilidades só aumentam com o passar dos anos; se não for equilibrado, o lazer desaparece e a vida se torna cansativa e tediosa. Como Pastor, e isso desde os 25 anos, venho presenciando a degradação da sociedade com o crescimento desmedido da violencia, primeiro nos grandes centros urbanos e mais recentemente, isso equiparou à globalização, tem de tudo em todo lugar e a insegurança se tornou marca registrada. As ruas não são mais seguras, não pelo aumento do trânsito e suas consequencias, mas é um extrato de tudo que se tem na sociedade. Quando olho para essas profecias e Deus falando sobre a restauração da ordem, da justiça e da qualidade de vida que estarão vigorando, se não fosse na Bíblia, eu diria: “sabe nada, inocente!” Mas ao contrário, eu sei em quem tenho crido e estou certo de que ele é poderoso para cumprir suas promessas. Imaginar uma cidade grande e insegura em vários aspectos, como Jerusalém, e ler que as praças ficarão  repletas de anciãos papeando, rindo enquanto netos e bisnetos se divertem à valer pelas ruas, sem nenhuma preocupação, é maravilhoso demais, e desejável demais. Fico muito feliz em saber que no plano de Deus, contempla espaço para amizades, conversas, diversão em família e as crianças podem crescer saudáveis, sem a paranóia de não sair da porta para fora! Como é bom perceber, que isso é um sinal de um todo maior de paz e prosperidade social. Sem o efeito ácido corrosivo do pecado, as relações humanas, realmente se tornam humanas e afetivas. Sorte minha e de quem mais fizer parte disso, como promotores desse reino que se abrevia em instalar-se. Quantas outras coisas boas seguirão permanentemente essa passividade amistosa. Ora vem, Senhor Jesus!

Pai, todas as tuas palavras são fieis e verdadeiras e as tuas promessas não cairão por terra; os dias do teu povo serão muitos e a paz não terá fim. Obrigado por Jesus tornar isso possível e acessível a todos, pela fé naquilo que ele é e fez; em nome dele, oramos agradecidos, amém.

Pr Jason

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s