JOão, o Profeta do Altíssimo

Meditação do dia 22/09/2017

Lc 1.76 – E tu, ó menino, serás chamado profeta do Altíssimo, Porque hás de ir ante a face do Senhor, a preparar os seus caminhos;

 João, Profeta do Altíssimo – Que as nossas palavras tem poder, isso ninguém duvida; agora, mais importante do que saber disso, é fazer bom uso desse poder. As palavras são sementes que lançamos quando as proferimos e ao longo do tempo elas vão germinando e crescendo e com os ingredientes certos elas produzirão em abundancia. Como já disse em outras ocasiões, sou de origem interiorana, agrícola, da roça mesmo e sei bem o que são flores, espinhos, carrapichos, picão, timbete, urtiga, mamãozinho, aroeirinha, unha gato, navalha de macaco e etc. Quando no texto de Gênesis, Deus fala que a terra produziria cardos e abrolhos, eu não preciso buscar o significado do seu correspondente em português. Quando vejo pessoas semeando palavras ruins, maldições, prevaricações, xingamentos e impropérios já imagino como será no tempo da colheita de tudo isso e os resultados dessa rotatividade de cultura. Meu amigo, pastor Jorge Linhares escreveu alguns anos atrás um livro que se tornou um best seller intitulado “Bênção e Maldição” e é abordado o peso das palavras ditas diariamente pelas pessoas, incluindo os pais, e mais ainda, pais cristãos. As palavras ditas repetidamente dia após dias, anos e anos, e até pela vida inteira sobre uma mesma pessoa, claro, tem um poder avassalador, tanto para construir, quanto para destruir. Podemos começar esse festival de destruição pelo nome dado à criança, e até bem antes dela nascer através das palavras ditas sobre ela só pela notícia da gravidez. Crianças são rejeitadas, amaldiçoadas, escorraçadas, malditas, antes mesmo de nascer pelas palavras dos pais e familiares. O nome dado a ela – todo nome tem um significado e ao chama-la está se confirmando sobre ela aquele significado. Muitos pais escolhem nomes pela sonoridade da palavra, pela moda do momento em termos de artistas e desportistas, sem medir as consequências para a vida da pessoa em questão. Tenho duas filhas e seus nomes significam “Graça” e “Força” e me alegra repetir sobre elas e para elas isso e a razão porque assim foram chamadas; e quem as conhece, pode atestar a influencia disso. Outro grande drama são as declarações negativas e destrutivas atribuídas aos filhos, nas palavras, comentários e críticas sobre elas; ao invés de semear virtudes, vitórias, afirmações de bênçãos, fazem exatamente o contrário do que teoricamente acreditam. Pechas morais e éticas abusivas, vergonhosas ditas sobre as crianças, são traduzidas posteriormente em atitudes e escolhas ruins, pois estão condicionadas a isso desde muito cedo. Craig Hill ensina sobre sete períodos em que toda pessoa da cultura hebraica bíblica deve ser abençoada e isso eles o fazem a milhares de anos e podemos testemunhar o efeito disso, comparativamente a todas as demais culturas dos povos. O Pai de João Batista, cheio do Espírito Santo “profetizou” sobre a vida de seu bebê recém nascido: E tu, ó menino, serás chamado profeta do Altíssimo… Me permitam e mesmo sem essa permissão, eu vou pegar pesado aqui: Porque os pais evangélicos dedicam seus filhos à Deus? Claro, há um via cerimonial, cultura cristã, pedir a bênção divina e etc. Mas quantos depois se lembram da razão da existência daquela criança? Quantos trabalham para prepara-la para cumprir seu propósito? Estão investindo pesado para que os filhos sejam bem sucedidos financeiramente, famosos, ricos, independentes; mas a que preço? E a fé? E o propósito eterno? O que você tem profetizado sobre a vida de seus filhos, sobrinhos, crianças da igreja, da vizinhança, do bairro? Não somos responsáveis apenas pelas que biologicamente foram geradas por nós. Uma geração é responsável pela próxima geração! Os pais são responsáveis por seus filhos! Hoje, quero desafiar você após ler esse texto, a orar sob arrependimento pela forma errada e destrutiva como agiu até hoje (caso seja assim); e retirar as palavras e maldições e conceitos negativos e destrutivos semeados nos seus filhos, e reprogramar a semeadura poderosa de bênção e de vitórias sobre sua família. Nunca é tarde para recomeçar, inclusive sobre quem já é adulto, idoso e em qualquer etapa da vida atual. Hoje, é dia de ser cheio do Espírito Santo e profetizar um novo destino e uma nova identidade para quem amamos.

Senhor, meu Deus e Pai, todas as tua palavras são puras e verdadeiras e elas afirmam o quanto sou amado, acolhido por ti. Fui criado para um propósito tão especial, e sou único diante de ti e de todos os demais seres humanos. Sou aceito na tua presença, sou acreditado por ti e obrigado por confiar dons, talentos, habilidades e potencialidades a mim, e que desejo desenvolve-los e utilizar sabiamente para tua glória e honra. Sou grato pela família da qual vim e pela que construí. Que a graça do Senhor permaneça sobre nós e sejamos tudo aquilo para qual fomos criados e colocados aqui nesta época da história. Não nasci cedo ou tarde demais, nem na família errada, muito menos no lugar e condição errada. Sou resultado de um plano bem feito, cuidadosamente elaborado por ti, e tudo isso para cumprir um propósito tão eterno e valioso, que valeu a morte de Jesus, seu filho. Hoje, reafirmo a minha aliança contigo e de produzir descendentes abençoados que farão a diferença nos seus dias e assim será de geração em geração, segundo a tua perfeita vontade, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s