Noé e Seus Tres Filhos

Meditação do dia 19/12/2017

Gn 5.32 – E era Noé da idade de quinhentos anos, e gerou Noé a Sem, Cão e Jafé.

Noé – E seus três filhos – Não parece ser engraçado, mas não deixa de ser – estou ainda na casa dos cinquenta anos e caminhando já para a “curva da boa esperança” e alguns amigos da mesma idade já estão aposentados curtindo a vida. Noé, com quinhentos anos iniciava o maior projeto de sua vida que levou mais de cem anos… quanta diferença! Numa época em que a média das famílias em número de filhos era bastante grande, Noé só teve três filhos, a razão, não sei e não parece que haja uma explicação nas Escrituras para isso. Mas também isso não o limitou ou contribuiu negativamente para o desempenho da sua missão. Com eles também foi plenamente possível reestruturar toda uma sociedade pós diluviana e chegar até nós. Mas uma oportunidade de meditar e pensar sobre os projetos de Deus para nossa vida, está no fato simples deste versículo, sobre a idade de Noé. Mesmo para os padrões longevos dos seus dias e de seus familiares ancestrais, podemos dizer que ele já estava, como dizem os goianos, “do meio dia para a tarde!” Encarar um novo desafio nessa idade, requer fé ou maluquice, mas como parece que pessoas de fé são mesmo meio malucas, pois elas conseguem ver o que os demais não veem; conseguem ouvir o que os demais não ouvem; conseguem fazer o que os demais não fazem. Mesmo nadando contra a correnteza da dúvida dos outros sobre suas capacidades e potencialidades, quando colhem os frutos de seus esforços, aí é que aparecem os elogios e até alguns intrometidos para pegar carona e aparecer na foto. Como filhos de Deus e adoradores, servos, no sentido da palavra, de um Deus Todo-Poderoso e que não conhece limites, não seria anormal, encarar grandes desafios mesmo considerando em que fase da vida estamos. Na juventude, somos imaturos, na fase primária da vida adulta, somos ocupados demais com provisão e formação de família e etc. na velhice, já aparecem as concorrências e limitações próprias para não mais iniciar novos ou grandes projetos. Mas, permita-me dizer, que na Bíblia essa lógica é bem contraditada. Aqui, está Noé, um “quinhentão” – Abraão só depois de centenário, é que realmente se materializou a paternidade da promessa, com Sara, na casa dos noventa anos. Jacó, com quarenta, ainda era um solteirão na casa dos pais e brigando com o irmão. Moisés, só aos oitenta iniciou de fato a libertação do seu povo. Os pais de Sansão, de João Batista e outros mais. Alguns projetos precisam de maturação e experiência para serem levados a bons termos e Deus é muito sábio e paciente para realizar as coisas no seu tempo e no seu modo. Comecei a pastorear com vinte e cinco anos de idade, e agora que estou ficando experiente e aprendendo o caminho das pedras, já está na hora de pensar em transição e para fazer bem feito, tem que ser bem pensado em oração, para cuidar daquilo que é precioso aos olhos de Deus, a igreja. Espero estar escrevendo e sendo lido por amados que tem pensado que agora não dá mais tempo, não tenho mais condição ou deixei escapar a oportunidade. Começo lembrando a vocês o que está registrado no livro de Daniel: “Falou Daniel, dizendo: Seja bendito o nome de Deus de eternidade a eternidade, porque dele são a sabedoria e a força; E ele muda os tempos e as estações; ele remove os reis e estabelece os reis; ele dá sabedoria aos sábios e conhecimento aos entendidos. Ele revela o profundo e o escondido; conhece o que está em trevas, e com ele mora a luz” (Dn 2.20-22). Se o que há no seu coração foi colocado por Deus, então nada está perdido e impossível de se realizar. Uma condição importante é sua disposição de ser fiel, buscar sabedoria e disponibilizar para ser o agente de Deus, para o que ele entender. Eu amo a lição da sarça ardente onde Moisés viu que ela ardia e não se consumia. Quem sustentava a chama era Deus e não a sarça, e sendo assim, qualquer arbusto serviria. Até eu sirvo, você serve, até a mula de Balaão serviu, os corvos para levar alimento para Elias, o jumentinho para levar Jesus… Ser usado por Deus é possível a qualquer um e qualquer coisa; agora ser amado por Deus e ser filho de Deus é para escolhidos. O que somos é infinitamente mais importante do que o que fazemos ou que pode ser feito através de nós. “Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade” (Fp 2.13).

Senhor, meu Deus, obrigado por me aceitar com filho amado e acolhido entre os muitos filhos da grande família espiritual. Obrigado pela vida e exemplo de pessoas como Noé, que se colocaram a disposição para servir e fizeram exatamente o que tinha que ser feito, por acreditar na tua fidelidade e no teu caráter santo, ainda que desdenhado e ridicularizado pelas pessoas ao seu redor. Oro a ti, para que o meu coração esteja em perfeita sintonia com o teu querer e o teu agir, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s