Deus Proverá Para Si

Meditação do dia 12/06/2018

 E disse Abraão: Deus proverá para si o cordeiro para o holocausto, meu filho. Assim caminharam ambos juntos.  (Gn 22.8).

 Deus Proverá para si – Uma grande verdade que tem sido para mim um aprendizado de muito valor é o fato de que Deus não é servido por mãos humanas, pois ele é mais que suficiente para si mesmo. Deus se basta a si mesmo! Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas” (At 17.25). Ele é o Grande Eu Sou! Algumas verdades estão escritas e bem claras nas páginas da Bíblia, mas se tornar parte da nossa vida e do nosso aprendizado, só vem por revelação divina. Nem todo conhecimento intelectual que adquirimos, tem peso e valor verdadeiramente espiritual, até que o Espírito Santo traga a revelação da verdade ao nosso espírito. Aqui, por exemplo, Abraão ao responder a difícil pergunta de seu filho Isaque, ele demonstra um conhecimento muito aprimorado do que entendemos por servir a Deus. Ele disse a Isaque, que Deus proverá para si o cordeiro para o holocausto…” Não era para Abraão e não era para Isaque; não se tratava de substituir o rapaz e não era para aliviar a tensão do coração de Abraão. O sacrifício era um ato de culto à Deus; culto, só se presta a Deus; só Deus pode ser adorado, cultuado. Tudo o que Deus precisa, ele providencia e não fica na dependência de ninguém, muito menos de pessoas humanas. Desde a eternidade, ele já havia providenciado o Cordeiro substitutivo para o sacrifício verdadeiro e único, com capacidade de satisfazer toda a justiça divina em provisão pelos pecados de toda a humanidade. O fato de eu não saber uma coisa não significa que ela não exista ou seja impossível. A ausência de evidencias não significa evidencia de ausência. Abraão falou palavras de fé! Palavras de fé são sementes que tem potencial de produzir tudo aquilo que é profetizado, declarado e aguardado por um coração consagrado. Abraão cria nas promessas de Deus, não por serem promessas, mas por serem de Deus. Ele sabia que o poder do Senhor a quem ele servia era capaz o suficiente para providencias saídas e possibilidades que ele não tinha a menor noção de como isso aconteceria, mas aconteceria. Fato é, que ele não questionou a Deus, não pediu explicações nem garantias. Ele simplesmente atendeu a ordem de Deus em forma de pedido que oferecesse o seu filho, seu único filho a quem ele amava num holocausto, isto é, totalmente queimado, sobre um altar. Tudo o que semeamos, nos colhemos e foi o que aconteceu com Abraão. Ele semeou seu filho, único, amado, e recebeu um filho, uma tribo e uma nação. Ele ofereceu um filho biológico e recebeu um espiritual. Embora os descendentes de Abraão se contem aos milhares, conforme a promessa, os filhos espirituais, que é a igreja, o verdadeiro povo de Deus, são incomparavelmente maior e composto de pessoas de todas as raças, tribos, línguas, povos e nações, comprados e remidos pelo Sangue do Cordeiro provido por Deus.

Graças te rendemos, óh Senhor, Deus Todo-Poderoso. A ti pertence a honra e a glória em todos os tempos, pois proveste o necessário e o suficiente para nossa salvação e adoção na tua família. Obrigado, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s