Jesus ou Abraão, Quem Veio Primeiro?

Meditação do dia 22/07/2018

Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou.”  (Jo 8.58)

 Jesus ou Abraão, quem veio primeiro? – Faz parte da experiência humana, considerar apenas aquilo que está ao seu alcance. Embora os judeus cressem em verdades espirituais e na transcendência da vida, eles também se apegavam ao humano e transitório em detrimento do eterno e permanente. Viveram toda a sua história na esperança da vinda do Messias; suas Escrituras davam-lhes esperança e as profecias eram tidas como certas e absolutas revelações de Deus ao seu povo e mesmo com todas as indicações eles foram incapazes de identifica-lo quando apareceu. A estrela de Belém, os reis que vieram do Oriente, os pastores dos arredores de Belém, até mesmo o extermínio de crianças pelo rei Herodes que juntando tudo, eram informações muito frescas e recentes para reconhecerem que algo ou alguém diferente estava chegando. Mas ainda estava com os olhos e ouvidos espirituais tapados para não compreenderem a verdade que se apresentava diante de seus olhos. Quando travaram esse debate pessoal com Jesus, eles se postaram como legítimos filhos e descendentes de Abraão, o pai de sua nação e a quem eles se sentiam abençoados pela linhagem e as alianças. Não puderam reconhecer a Jesus, pois olhavam para o mundo material e aguardavam um Messias político segundo as suas conveniências e não segundo revelava as Escrituras. Ao ouvirem sobre a idéia de que Jesus conhecera Abraão, eles escandalizaram de vez. Como um homem de menos de cinquenta anos, que nem autoridade de ancião não se chegara, se atreve a dizer tamanha insanidade que já se avistara com o pai Abraão. Para nossa alegria, isso oportunizou que Cristo se revelasse como o eterno, pois antes que Abraão existisse, ele já era Deus e foi por ele que todo o projeto eterno com Abraão se iniciara. O criador sempre vem primeiro que a criatura e o servo sempre vem depois do seu Senhor. Podemos estar crendo na teologia certa, mas vivendo à margem da verdade da Palavra de Deus. Crendo em Deus tal qual está escrito, mas na prática ele não é real e próximo o suficiente para abençoar nossas vidas. Jesus é sempre o eterno presente, o Deus eterno, antes de tudo o que conhecemos e acima de tudo o que pretendemos saber. Não é suficiente saber, é preciso experimentar a comunhão com o eterno, o Possuidor dos céus e da Terra a quem Abraão conhecia.

 

Obrigado Senhor, por permitir que tenhamos vislumbres da eternidade e que Cristo seja assim tão real para nós e nos permita conhece-lo mais e mais a cada dia. Amém.

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s